Amanda rechaça clima de ‘já ganhou’ e exalta Pennington: ‘Não a acho uma zebra’

Amanda e Pennington se abraçaram após a encarada – Foto: Leonardo Fabri

Amanda Nunes está motivada para defender o cinturão peso-galo do UFC na luta principal do evento no Rio de Janeiro, marcado para o dia 12 de maio. Na tarde desta terça-feira, a campeã participou da coletiva de imprensa de lançamento da edição e respondeu às perguntas feitas pelos jornalistas. Um dos temas abordados foi justamente a luta contra Raquel Pennington em vez da superluta contra Cris Cyborg.

“Tem que ter desafiante para mim, não quero ficar um ano parada por falta de oponente”, disse a brasileira. “Tem uma coisa que me incomoda: não acho que a ‘Rocky’ (Raquel Pennington) é zebra. O problema é que a minha divisão estava parada, a Cris estava parada, conversei com o Dana White e falei para fazermos acontecer. Não tinha ninguém, a ‘Rocky’ machucada, não queria botar ninguém na frente da Rocky. Ela não estava pronta para lutar, e eu tinha que fazer algo até para me motivar também. Foi aí que entrou o caso da Cris. Se a ‘Rocky’ estivesse pronta já teríamos feito toda a divulgação”.

Há poucos dias Amanda Nunes disse que já tem em mente a próxima desafiante para depois da luta contra Raquel Pennington: a compatriota Ketlen Vieira. Questionada se a declaração não poderia soar como um “já ganhou”, ela justificou.

“Na verdade, foi uma pergunta que um repórter fez, e eu respondi. Ele estava falando da Cris, falou que tinha a Ketlen na categoria, que vinha de uma grande luta. Ele me perguntou, eu falei que a Ketlen tem a oportunidade de ser a próxima. Esse foi o único motivo, não quis botá-la na frente da luta contra a Rocky, que já estava para acontecer. Foi só por isso mesmo”, explicou.

Apesar de todas as polêmicas, no fim, Amanda enfrentará uma amiga. A campeã e Raquel Pennington têm uma amizade de longa data fora do octógono. Para a brasileira, o fato torna o duelo ainda mais interessante.

“Vai ser bom para ver a reação dos fãs, porque não vou falar mal dela, e nem ela de mim. Vamos mostrar nosso trabalho, o que estamos aqui para fazer. Vou subir no cage, dar o meu melhor e sair com a vitória. É claro que só uma sai com ela (risos). Ela já fez parte do TUF, é fácil para ela lutar com amigas. Eu já lutei com amigas, com atletas com quem tenho certa amizade, como a Miesha Tate. Fui na “after party” dela quando ela venceu a Holly Holm. É bem natural, bem profissional”.

UFC 224

Rio de Janeiro

Sábado, 12 de maio de 2018

Peso-galo: Amanda Nunes x Raquel Pennington
Peso-médio: Vitor Belfort x Lyoto Machida
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum
Peso-galo: John Lineker x Brian Kelleher
Peso-médio: Thales Leites x Jack Hermansson
Peso-leve: Davi Ramos x Nick Hein
Peso-meio-médio: Alberto Miná x Ramazan Emeev
Peso-pesado: Júnior Albini x Alexey Oleynik
Peso-médio: Cézar Mutante x Karl Roberson
Peso-palha: Mackenzie Dern x Amanda Cooper
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sultan Aliev

O post Amanda rechaça clima de ‘já ganhou’ e exalta Pennington: ‘Não a acho uma zebra’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *