Pego em teste antidoping, Tanquinho garante inocência: ‘Nunca usei nenhuma substância proibida’

Tanquinho garante inocência em doping. Foto: Divulgação / Agência BrandPower Sports

O brasileiro Augusto Tanquinho foi retirado do card do UFC Fight Night Atlantic City após uma alteração em seu exame antidoping. Apesar da suspensão temporária, o faixa-preta garante inocência e afirma nunca ter feito uso de substâncias proibidas em sua carreira e promete recorrer da decisão para provar sua inocência.

Veja Também

Tanquinho é pego em antidoping e está fora do UFC Atlantic City

Mauricio Shogun encara Volkan Oezdemir no UFC Chile

Mayweather revela interesse em comprar clube de futebol e contratar Cristiano Ronaldo

Através de um comunicado oficial, o lutador revela surpresa ao receber a notificação da Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA) de uma possível violação em seu exame, realizado no dia 7 de março, em um período fora de competição. Tanquinho lembrou de sua longa trajetória no esporte: do jiu-jitsu, onde foi campeão mundial, até no MMA. Ele também garante não ter mudado sua rotina de suplementação e se coloca à disposição da entidade para tentar esclarecer a alteração no teste.

“Em mais de 20 anos nas artes marciais, garanto nunca ter usado de nenhuma substância proibida para levar vantagens sobre meus adversários e melhorar minha performance. Assim, friso minha total inocência sobre o ocorrido e me coloco à disposição da entidade para colaborar no que for preciso para que o caso seja resolvido de maneira rápida e legal”, afirmou Tanquinho em um trecho do comunicado.

Tanquinho, que tem um histórico no MMA de seis vitórias e duas derrotas no MMA, estava escalado para enfrentar Mareb Dvalishvili no UFC Atlantic City no dia 21 de abril. Mas a alteração no exame antidoping colhido pesa USADA o tirou da disputa. A entidade, responsável pelo controle de doping do UFC, não revelou qual substância foi encontrada no teste do lutador.

Comunicado oficial de Augusto Tanquinho sobre o doping

Na tarde dessa terça-feira, dia 20 de março, fui surpreendido com uma notificação da Agência Nacional Antidoping dos Estados Unidos (USADA) informando sobre uma potencial violação da política antidoping do UFC, em exame realizado no dia 7 deste mês. Em mais de 20 anos nas artes marciais, garanto nunca ter usado de nenhuma substância proibida para levar vantagens sobre meus adversários e melhorar minha performance. Assim, friso minha total inocência sobre o ocorrido e me coloco à disposição da entidade para colaborar no que for preciso para que o caso seja resolvido de maneira rápida e legal.

Nada mudei em minha rotina de suplementação nos últimos meses, respeitando a política antidoping que me fez ser testado sete vezes apenas no último ano e ser aprovado em todos os exames. Por isso e por minha conduta profissional e de caráter pessoal, respeitando todo o trabalho desenvolvido pela USADA em prol da legitimidade dos lutadores de MMA, informo que irei recorrer a todos os meios que me permitam provar minha inocência no caso, a começar pela solicitação da contraprova do exame e na realização, por conta própria, de testes em todos os suplementos que fiz uso nos últimos meses.

Vivo as glórias e o sinto o gosto amargo de derrotas que o esporte proporciona. Em 2016, por conta de uma grave lesão no joelho esquerdo, fiquei ausente das atividades esportivas ao longo de um ano, então conheço as mazelas que uma punição por doping pode afetar minha carreira e jamais cometeria tal equívoco comigo mesmo. Por conta de todo esse imbróglio, acabei retirado da luta contra Mareb Dvalishvili agendada para o UFC Fight Night 128, dia 21 de abril.

Aproveito para agradecer a todos os fãs que me escrevem através das redes sociais com palavras de carinho e confiança no desfecho positivo do caso. A eles também, ao UFC e ao Mareb Dvalishvili, me desculpo pela ausência, e torço para que um novo adversário seja confirmado e que os atletas possam realizar uma grande luta.

Em breve nos vemos novamente no octógono,

Obrigado.

Augusto “Tanquinho” Mendes

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *