Embalado, Lucas Hulk ‘vence tudo’ na Itália e detalha mente campeã: ‘É trabalhar contra si mesmo’

A temporada de Lucas “Hulk” Barbosa está sendo uma das melhores de sua carreira. Atual campeão absoluto do Europeu e campeão do Pan-Americano da IBJJF, o faixa-preta da Atos capturou mais quadro medalhas de ouro no último fim de semana, em Roma, na Itália. Lucas foi vitorioso no Roma Open e Europeu No-Gi no peso meio-pesado e absoluto, ao fechar com os companheiros de time Michael Liera e Luca Anacoreta, respectivamente.

Para ostentar as medalhas douradas da IBJJF, Hulk precisou vencer nove adversários entre o peso e o absoluto, com e sem quimono. Nenhum oponente foi capaz de pontuar nele.

“Meu desempenho foi bom na Itália, pelo Roma Open e no Europeu No-Gi. Eu acho que foi 100% de aproveitamento. Foram nove lutas e nove finalizações, ninguém conseguiu marcar um ponto em mim. Então, acho que foi bom, deu para soltar o jogo, tanto por baixo quanto por cima. Teve até berimbolo (risos). Lutei com caras duros e espero que continue nesse ritmo”, comentou Lucas, antes de falar sobre o momento mágico que vive.

“Estou me sentindo bem nessa fase. Todo dia aprimoro mais meu Jiu-Jitsu e levo para outro nível, é isso que procuro fazer. É tudo sobre treinar”, garantiu, antes de completar.

“Não faço nada pra manter a mente blindada. Eu acho que com o tempo que você vai lutando e treinando, você fica automaticamente confiante. Você tem que sempre trabalhar a mente, sempre vai ter uma hora que você tem que ver que não é só você e teu adversário, é você contra você mesmo. Então você tem que sempre estar melhor que você. O cara ali na frente, ele está só no teu caminho, mas o verdadeiro adversário é você mesmo. Então todas as coisas que te põem para o lado negativo, você tem que saber lidar com tudo isso, de uma maneira que você tem vencer, porque isso que vai te manter bem”.

Hulk volta a lutar Jiu-Jitsu contra Jackson Sousa (Checkmat) no dia 14 de abril, no Cazaquistão, pelo ACB JJ 12. A seguir, ele analisa e duelo e o crescimento da organização.

“A próxima batalha agora vai ser no ACB Jiu-Jitsu e estou pensando em lutar o San José Open da IBJF, na semana que vem. O ACB JJ está fazendo o que nenhum evento de Jiu-Jitsu já fez, eles valorizam o atleta e o Jiu-Jitsu. Eles estão levando o Jiu-Jitsu para outro nível mesmo. É como se o ACB fosse o UFC do Jiu-Jitsu. Agora, é a gente dar um show lá para que cresça ainda mais e todo mundo veja que o Jiu-Jitsu é uma arte incrível”.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *