Khabib domina Iaquinta e se torna campeão dos leves no UFC 223; Namajunas mantém cinturão

Depois diversos problemas durante a semana, o UFC 223, realizado neste sábado (7), no Brooklyn (EUA), apresentou combates empolgantes. Na luta principal, Khabib Nurmagomedov conquistou o cinturão leves do Ultimate, ao vencer Al Iaquinta por decisão unânime. Já no co-main event, marcado pela revanche na divisão dos palhas, a campeã Rose Namajunas manteve o posto contra Joanna Jedrzejczyk, também na decisão.

Único brasileiro no evento, Renato Moicano derrotou Calvin Kattar na decisão dos árbitros. Ainda no card principal, destaques para Zabit Magomedsharipov e Chris Gruetzemacher que saíram vitoriosos. O card preliminar foi comandado por Karolina Kowalkiewicz e Olivier Aubin-Mercier, que precisou de 53 segundos para garantir a vitória por nocaute técnico.

Khabib vence e se torna campeão do UFC

Um dos lutadores mais dominantes do Ultimate, Khabib Nurmagomedov confirmou em cinco rounds o motivo de ser o mais novo campeão peso-leve do UFC. Nos dois primeiros rounds, o russo adotou o seu tradicional jogo de pressão, impondo a luta agarrada e trabalhando no grand and pound. A partir do terceiro assalto em diante, “The Eagle” aceitou a trocação com Al Iaquinta. No entanto, seguia levando vantagem e foi marcando o oponente com jabs certeiros. Ainda no octógono, o dono do cinturão desafiou Georges St-Pierre para o Madison Square Garden, também em Nova York (EUA), e disse que está disposto a lutar com Conor McGregor – rivalidade que aflorou nos últimos dias.

Lutando diante da torcida, Iaquinta foi a quinta escolha do Ultimate para lutar com Khabib. O nova-iorquino iria encarar Paul Felder, neste sábado, mas topou o desafio e mostrou muita garra para sobreviver ao jogo do russo. No segundo e último round, o norte-americano esteve próximo de ser finalizado, mas soube manter a calma e se defendeu. Em pé, Iaquinta chegou a acertar alguns golpes contundentes no adversário.

Namajunas mantém cinturão contra Joanna

Diferente de como costumava a entrar nas lutas, Joanna Jedrzejczyk estava mais concentrada e agressiva na revanche. A polonesa controlou bem a distância, conectou bons golpes e fugia do raio de ação de Rose Namajunas. A norte-americana, por sua vez, no segundo round acertou cruzados de esquerda que pegaram em cheio na adversária.

Namajunas manteve o cinturão dos palhas, em sua primeira defesa de título no UFC (Foto: Getty Images)

Já no terceiro e quarto round, o confronto se manteve muito equilibrado. Joanna usava combinação de golpes jab e direto, enquanto Namajunas mantinha sua estratégia e buscava conectar cruzados, que estavam castigando a oponente. No quinto assalto, a norte-americana foi mais incisiva e atacou de forma mais contundente a polonesa, que seguiu contra-atacando. No fim, por decisão unânime dos jurados, “Thug” manteve o cinturão dos palhas, o que gerou reclamações da ex-campeã Jedrzejczyk.

Moicano usa estratégia e volta a vencer

O primeiro round foi equilibrado, mas Calvin Kattar impôs seu jogo e aplicou os golpes mais contundentes. Para o assalto seguinte, Renato Moicano adotou a estratégia de usar os low kicks para manter a distância e tirar a confiança do norte-americano. Já para o terceiro round, o brasileiro manteve o controle do combate, no entanto, “The Boston Finisher” seguiu buscando alternativas, mas não conseguia encontrar o oponente no cage. No fim, o brasiliense venceu por decisão unânime e voltou a triunfar na divisão dos penas.

Renato Moicano voltou a vencer no Ultimate, após ser finalizado por Brian Ortega (Foto: Getty Images)

Card principal começa em alto nível

Em um confronto eletrizante, que terminou com uma trocação franca entre os lutadores e os aplausos do público, Zabit Magomedsharipov venceu por decisão unânime dos jurados. O russo apresentou toda sua técnica na luta em pé e no Grappling. Do outro lado, Kyle Bochniak resistiu aos golpes do oponente e ainda mostrou coração de guerreiro. Com a vitória, o peso-pena pediu para lutar com Yair Rodriguez, em setembro, na Rússia.

Chris Gruetzemacher começou a luta sofrendo ataques de Joe Lauzon, mas o lutador se manteve focado e, ainda no primeiro round, conseguiu impor o seu jogo. Já no segundo assalto, “Gritz” teve total domínio do confronto e castigou o oponente na luta em pé. Após o fim do assalto, “J-Lau” passou por uma avaliação médica, que não autorizou o retorno para o último round. Desta forma, o peso-leve Gruetzemacher venceu por nocaute técnico.

Emoções do card preliminar no Brooklyn

Com uma atuação segura, Karolina Kowalkiewicz usou com frequência o clinch do Muay Thai para ir castigando Felice Herrig na luta em pé. Ao fim dos três rounds, a polonesa venceu por decisão dividida dos jurados, o que gerou uma surpresa na lutadora. A peso-palha chegou a segunda vitória seguida e se mantém no topo da categoria. Com apenas 53 segundos de luta, Olivier Aubin-Mercier derrotou Evan Dunham por nocaute técnico. O canadense iniciou a série de golpes com uma joelhada e, em seguida, acertou uma sequência de socos, para vencer o duelo e embalar na divisão dos leves.

Aubin-Mercier chegou ao quarto triunfo seguido dentro do UFC e embala na divisão (Foto: Getty Images)

Em uma luta morna, com poucos momentos de ação mais incisiva, Ashlee Evans-Smith levou a melhor sobre Bec Rawlings por decisão unânime dos jurados, em duelo válido pela categoria dos moscas. A norte-americana voltou a vencer no Ultimate após duas derrotas. Já “Rowdy” chegou ao quarto revés seguido na organização. Na luta de abertura do UFC 223, Devin Clark impôs o seu jogo de Wrestling contra Mike Rodriguez e levou a melhor por decisão unânime dos jurados, na divisão dos meio-pesados.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 223
Brooklyn, em Nova York (EUA)
Sábado, 7 de abril de 2018

Card principal
Khabib Nurmagomedov derrotou Al Iaquinta por decisão unânime dos jurados
Rose Namajunas derrotou Joanna Jedrzejczyk por decisão unânime dos jurados
Renato Moicano derrotou Calvin Kattar por decisão unânime dos jurados
Zabit Magomedsharipov derrotou Kyle Bochniak por decisão unânime dos jurados
Chris Gruetzemacher derrotou Joe Lauzon por nocaute técnico 2R

Card preliminar
Karolina Kowalkiewicz derrotou Felice Herrig por decisão dividida dos jurados
Olivier Aubin-Mercier derrotou Evan Dunham por nocaute técnico no 1R
Ashlee Evans-Smith derrotou Bec Rawlings por decisão unânime dos jurados
Devin Clark derrotou Mike Rodriguez por decisão unânime dos jurados

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *