UFC 223: Khabib Nurmagomedov espanta zebra, conquista cinturão e esnoba McGregor

Khabib comemora vitória no UFC 223. Foto: Reprodução / Twitter@ufcindia

Foram cinco anos de espera, desde sua estreia no octógono em 2013, mas Khabib Nurmagomedov é, enfim, campeão peso leve do Ultimate. Nem mesmo as quatro trocas de adversário e a confusão com Conor McGregor na semana da luta puderam abalar o russo que entrou determinado no octógono. Em uma atuação segura, ele espantou a zebra, dominou Al Iaquinta durante os cinco rounds e venceu a disputa na decisão unânime dos juízes (50-43, 50-44, 50,43).  O combate foi atração principal do UFC 223, evento realizado na madrugada deste domingo (08), em Nova York (EUA). Ao final, o Khabib ainda fez questão de provocar McGregor.

Veja Também

Vídeo: Veja como Khabib Nurmagomedov derrotou Al Iaquinta no UFC 223

UFC 223: Namajunas volta a bater Joanna, defende cinturão e crava: ‘Eu sou a melhor’

Vídeo: Assista à vitória de Rose Namajunas sobre Joanna Jedrzejczyk

UFC 223: Renato Moicano bate Kattar e se recupera no octógono

UFC 223: Aubin-Mercier brilha no card preliminar com nocaute fulminante

“Ei, Brooklyn, este é o verdadeiro gângster, o Iaquinta, que aceitou esta luta, não o Conor McGregor. Cadê ele”, disparou Khabib, que já mira em seu próximo adversário. Ele desafiou o canadense Georges St. Pierre, ex-campeão dos meio-médios e médios.

“Agora quero enfrentar Georges St-Pierre no Madison Square Garden! Vamos fazer isso acontecer em novembro”, desafiou o russo

A luta

Se alguém tinha esperança da zebra aparecer na luta principal do UFC 223, Khabib Nurmagomedov fez questão de espantá-la logo de cara. Com Al Iaquinta confirmado na disputa do cinturão apenas na noite de sexta-feira, o russo tinha toda a pressão de vencer a disputa. E foi exatamente isso que ele fez.

Iaquinta começou a luta tentando soltar golpes de boxe, mas bastou a primeira investida nas pernas para Khabib conseguir a queda e começar o castigo. O russo chegou rapidamente as costas e tentou a finalização. O norte-americano defendeu bem o estrangulamento, mas não conseguiu evitar os golpes de cima para baixo por parte de Nurmagomedov.

No segundo assalto, Khabib esperou o primeiro ataque de Iaquinta para atacar as pernas e derrubar novamente. O norte-americano tentou se levantar em vários momentos, mas era sempre levado ao chão na sequência. Nurmagomedov voltar a chegar as costas e esteve perto da finalização. Mas Iaquinta mostrou muito coração para sobrevier ao ataque.

Com a luta sob controle, Nurmagomedov parece ter relaxado no terceiro assalto. Ele evitou de trabalhar no jogo de quedas e aceitou a luta em pé contra o norte-americano. Porém, como Iaquinta já estava bastante desgastado, ele mal conseguia atacar. Por outro lado, Khabib trabalha com golpes retos que abriram um corte no rosto de Al.

A história da parcial anterior se repetiu no quarto round. Khabib, esbanjava preparo físico, controlava a distância e conectava os melhores golpes na luta em pé. Sem se arriscar nas investidas desesperadas de Iaquinta.

Com a luta em sua mão, Khabib voltou para o quinto assalto disposto a dar show. Ele começou indo para cima e combinando boas sequências. Iaquinta dessa vez respondeu e encaixou um ótimo cruzado, mas nada que assustasse o russo. Tranquilo no combate, Nurmagomedov voltou ao seu show particular com combinações de socos, joelhada voadora e uma plástica queda. Khabib tentou a luta por cima tentando o mata-leão, mas o norte-americano conseguiu sobreviver até o instante final.

RESULTADOS DO UFC 223

CARD PRINCIPAL

Khabib Nurmagomedov derrotou Al Iaquinta na decisão unânime dos juízes (50-43, 50-44, 50,43) – luta pelo cinturão dos leves

Rose Namajunas derrotou Joanna Jedrzejczyk na decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46, 49-46) – luta pelo cinturão peso palha feminino

Renato Moicano derrotou Calvin Kattar na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Zabit Magomedsharipov derrotou Kyle Bochniak na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Chris Gruetzemacher derrotou Joe Lauzon por nocaute técnico a 5m do R2

CARD PRELIMINAR

Karolina Kowalkiewicz derrotou Felice Herrig na decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)

Ashlee Evans-Smith derrotou Bec Rawlings na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Olivier Aubin-Mercier derrotou Evan Dunham por nocaute técnico a 53 seg. do R1;

Devin Clark derrotou Mike Rodriguez na decisão unânime dos juízes (29-28, 30-27, 30-27)

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *