UFC Glendale: Durinho e Cara de Sapato brilham no card preliminar

Durinho (esq.) vence Moret (dir.) no UFC Glendale. Foto: Reprodução / Twitter @ufc_brasil

O Brasil terminou o card preliminar do UFC Glendale, neste sábado (14), com um saldo de duas vitórias e duas derrotas. Os destaques do país ficaram para Gilbert Durinho e Antônio Cara de Sapato. O primeiro nocauteou Dan Moret, enquanto o segundo finalizou Tim Boetsch. Por outro lado, Dhiego Lima e Wilson Reis foram superados por Yushin Okami e John Morgaga, respectivamente.

Veja Também

Lute para se Sentir Bem: Exercícios e Serotonina

Brave 11: Lucas Mineiro conquista título dos leves em casa e Klidson mantém cinturão

UFC Glendale: as melhores opções de aposta para o evento

Especialista no jiu-jitsu, Gilbert Durinho provou mais uma vez que está evoluindo na luta em pé. O brasileiro não tomou conhecimento do duro Dan Moret e nocauteou o norte-americano com uma linda combinação de socos. Já Cara de Sapato mostrou que também evoluiu no jogo em pé, trocando golpes comTim Boetsch, mas foi no solo que o paraibano encaixou o mata-leão e finalizou a disputa.

Cara de Sapato finaliza Boetsch e sonha com top-15

A receita para a vitória de Cara de Sapato era clara: derrubar Tim Boetsch e finalizar o ‘Bárbaro’. Mas o brasileiro mostrou antes que evoluiu na luta em pé. Ele trabalhou com uma boa movimentação para sair da mão pesada do norte-americano e golpeá-lo com bons socos.

Quando Boetsch encaixou seu primeiro golpe em Cara de Sapato, o brasileiro rapidamente atacou as pernas do norte-americano. No solo, o faixa-preta de jiu-jitsu fez parecer fácil. Ele rapidamente chegou as costas, encaixou o mata-leão e forçou Tim a desistir.

“Obrigado a todos pela recepção aqui no Arizona. Ele é um verdadeiro guerreiro, todos sabem, é um prazer lutar com ele, ele é uma lenda, estou muito feliz de estar aqui e vencer. São cinco vitórias seguidas, gosto de desafios, amo o que faço e estou pronto para o próximo desafio”, afirmou Sapato, ainda no octógono.

Durinho vence mais uma

O combate entre Durinho e Moret começou estudado. O norte-americano tinha receio de soltar o jogo e ser derrubado, enquanto o brasileiro esperava as investidas do rival para encaixar seu jogo.

Mesmo com a pressão da estreia, Moret, aos poucos, tomava o controle do primeiro assalto. Em uma boa investida, ele conectou um belo golpe que abalou Durinho. O brasileiro precisou se jogar nas pernas do rival. Ainda sentindo o soco, o atleta tupiniquim conseguiu a queda nos instantes finais e terminou a parcial por cima.

No segundo round, Gilbert Durinho surpreendeu! Moret foi pra cima, mas recebeu um duro contragolpe. O norte-americano sentiu, recuou e o brasileiro não perdeu a oportunidade. Ele combinou vários socos, encerrando com um lindo upper de direita. O golpe apagou o rival, que caiu nocauteado no chão.

“Nós trabalhamos duro com esses meus companheiros de equipe. Vim para dar um show para vocês, e se essa mão direita entrar, eles vão cair. Procurei colocar pressão e ficar calmo. Percebi que ele estava abalado e só precisei continuar golpeando, esperando que a mão entrasse para nocautear”, afirmou Durinho, que já escolheu o próximo adversário para voltar ao octógono. “Olivier Aubin-Mercier, dia 7 de julho. Vamos ver quem é o verdadeiro gângster”, desafiou o brasileiro.

Dhiego Lima perde e se complica

Primeiro brasileiro a subir no octógono, Dhiego Lima não se encontrou na luta contra o veterano Yushin Okami. O japonês abusou das quedas durante os três rounds e, mesmo sem atacar no solo, controlou todas as ações do lutador goiano. Ao final de 15 minutos de luta, o ex-desafiante ao cinturão dos médios na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 30-26)

Resultados do UFC Glendale

Antônio Cara de Sapato finalizou Tim Boetsch com um mata-leão a 4m28s do R1

Muslim Salikhov derrotou Ricky Rainey por nocaute a 4m12s do R2

John Moraga derrotou Wilson Reis na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Brad Tavares derrotou Krzysztof Jotko por nocaute técnico a 2m16s R3

Gilbert Durinho derrotou Dan Moret por nocaute a 59seg. do R2;

Lauren Mueller derrotou Shana Dobson na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Yushin Okami derrotou Dhiego Lima na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-26, 20-26)

Adam Wieczorek finalizou Arjan Bhullar com uma omoplata a 1m59s do R2

Alejandro Perez derrotou Matthew Lopez por nocaute técnico (socos) a 3m42s do R2

Luke Sanders  derrotou Patrick Williams na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

 

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *