Felipe Preguiça e Isaque Bahiense voltam a brilhar e seguem como campeões no Marianas Open; confira

Mais um grande evento foi realizado no Marianas Open, no último sábado (21), em Guam, ilha localizada no Pacífico. Campeões em suas respectivas categorias, Felipe Preguiça e Isaque Bahiense mantiveram o cinturão do torneio. Além do título, os dois lutadores receberam como prêmio 10 mil dólares cada, um dos grandes atrativos da competição.

Logo em suas duas primeiras lutas no peso-pesado, Preguiça derrotou Josh “Wu” Jerome e Tanner Rice para avançar a grande final, onde teve pela frente o experiente Jackson Sousa. O atleta da Checkmat mostrou-se exausto após as batalhas anteriores, onde venceu Mahamed Aly e Felippe Trovo, respectivamente. Melhor fisicamente, Felipe também fez sobressair sua técnica e manteve seu cinturão ao sair vencedor por 18 a 2 nos pontos.

Já Isaque Bahiense entrou em ação na divisão dos leves e travou uma intensa disputa contra Renato Canuto na grande decisão. O confronto ficou marcado pelo equilíbrio e, embora tenha mostrado muita garra, Canuto não conseguiu pontuar. No final, Isaque saiu com a vitória, o cinturão e os 10 mil dólares após apenas uma vantagem sobre Renato.

Também em grande fase, Isaque Bahiense seguiu como campeão na divisão peso-leve (Foto FloGrappling)

Outros destaques

Além de Felipe Preguiça e Isaque Bahiense, campeões em suas respectivas categorias, outros lutadores merecem reconhecimento na disputa do Marianas Open. Na divisão dos leves, o japonês Masahiro Iwasaki se destacou e ficou em terceiro lugar, derrotando nomes como Gilbert Durinho, lutador do UFC, e Servio Tulio. Este último também teve boa atuação no campeonato, vencendo o casca-grossa Michael Liera Jr em uma de suas lutas.

RESULTADOS:

Marianas Open
Ilha de Guam, em Marianas
Sábado, 21 de abril de 2018

Categoria peso-pesado
Campeão: Felipe Preguiça
Segundo lugar: Jackson Sousa
Terceiro lugar: Tanner Rice

Categoria peso-leve
Campeão: Isaque Bahiense
Segundo lugar: Renato Canuto
Terceiro lugar: Masahiro Iwasaki

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *