Antes de derrotar Mir, Fedor foi interrogado pelo FBI

 

A visita seria sobre uma possível interferência da Rússia na eleição presidencial dos EUA em 2016. Foto: Reprodução / Instagram Fedor Emelianenko

Antes de subir ao cage circular do Bellator para enfrentar Frank Mir no último sábado (28), Fedor Emelianenko passou por uma situação diferente do habitual. Ele foi interrogado por agentes da Federal Bureau of Investigation (FBI). A revelação foi feita pelo empresário do lutador Jerry Millen.

Veja Também

Aldo diz que cogitou aposentadoria após derrotas para Max Holloway

Vídeo: Brasileiro finaliza luta em Servia com salto mortal

“O FBI veio ao hotel para conversar com o Fedor e eles foram muito legais, vieram falar com o Fedor por alguns minutos, falaram comigo, e isso é tudo que posso dizer sobre isso.”, disse Millen em entrevista à Associated Press.

Fedor espião?

Mesmo que Millen não tenha divulgado nenhum detalhe sobre o que foi discutido com o FBI, provavelmente há uma série de associações que podem ter levado os agentes a falarem com Fedor.

Fedor é presidente da “União Russa de MMA”, organização que tem ligações com presidente russo Vladimir Putin e com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Emelianenko também foi o principal lutador da promoção Affliction. O diretor de operações da Affliction Entertainment era Michael Cohen e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump foi um dos principais interessados ​​na empresa. Hoje, Cohen faz parte da investigação do FBI sobre uma possível interferência da Rússia na eleição presidencial dos EUA em 2016, na qual Trump foi eleito para o cargo.

Source: Portal da Luta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *