Rafael dos Anjos e Cris Cyborg lideram brasileiros no ‘Oscar do MMA’

Cyborg (esq.) e dos Anjos (dir.) estão indicados ao Oscar do MMA. Foto: Montagem SL MMA Press

O World MMA Awards, prêmio popularmente conhecido entre os fãs como “Oscar do MMA”, divulgou os indicados as premiações deste ano. O Brasil tem cinco concorrentes nas 16 categorias em disputa: Rafael dos Anjos, Cris Cyborg, Edson Barboza, Diego Brandão e Jhenny Andrade estão na corrida pelo prêmio.

Veja Também

Amanda Nunes recebe suspensão médica de 180 após UFC 224, no Rio

Chuck Liddell volta ao MMA ainda em 2018 e quer lutar com Jon Jones

Demian Maia inicia contagem regressiva para aposentadoria

Rafael dos Anjos disputa o prêmio mais importante da noite: Melhor Lutador de 2018. O brasileiro, que venceu três lutas em 2017 e garantiu a chance de lutar pelo cinturão dos meio-médios do UFC, terá quatro adversários de peso na briga o troféu: Ryan Bader, Robert Whittaker, Demetrious Johnson e Max Holloway.

Cris Cyborg disputa a estatueta de ‘Melhor Lutadora de 2018’. A campeã peso pena do UFC conquistou o cinturão em 2017 e somou duas vitórias no ano contra Tonya Evinger e Holly Holm. Ela tem com principal rival na disputa a campeã peso palha do Ultimate Rose Namajunas. Além delas, Julia Budd, Angela Lee e Ilima-Lei Macfarlane foram indicadas.

Já Edson Barboza está na briga pelo prêmio de ‘Nocaute do Ano’ pelo golpe aplicado em Beneil Dariush no UFC Fortelza. O brasileiro terá como adversários: Matt Brown, Paul Daley, Francis Ngannou e Aaron Pico. Na corrida pelo prêmio de Finalização do Ano, o ex-UFC Diego Brandão concorre com chave de braço aplicada Murad Machaev, noFight Nights Global 38.

Por fim, a brasileira Jhenny Andrade tenta a corrida pelo bicampeão no prêmio de ‘Melhor Ring Girl de 2018’.

Os vencedores são eleitos por votação popular. Para participar clique aqui e vote nos indicados preferidos.

Confira os indicados ao Oscar do MMA em 2018

Melhor Lutador

Ryan Bader

Rafael dos Anjos

Robert Whittaker

Demetrious Johnson

Max Holloway

Melhor Lutadora

Julia Budd

Angela Lee

Ilima-Lei Macfarlane

Cris Cyborg

Rose Namajunas

Maior Avanço

Martin Nguyen

Volkan Oezdemir

Brian Ortega

Darren Till

Francis Ngannou

Melhor Lutador Europeu

Volkan Oezdemir

Martin Nguyen

Darren Till

Robert Whittaker

Kamaru Usman

Melhor Luta

Eddie Alvarez vs. Dustin Poirier (UFC 211)

Robert Whittaker vs. Yoel Romero (UFC 213)

Justin Gaethje vs. Michael Johnson (The Ultimate Fighter 25 Finale)

Aung La N Sang vs. Vitaly Bigdash (ONE Championship: Light Of A Nation)

Eddie Alvarez vs. Justin Gaethje (UFC 218)

Nocaute do Ano

Matt Brown (vs. Diego Sanchez, UFC Norfolk)

Edson Barboza (vs. Beneil Dariush, UFC Fortaleza)

Paul Daley (vs. Brennan Ward, Bellator 170)

Francis Ngannou (vs. Alistair Overeem, UFC 218)

Aaron Pico (vs. Justin Linn, Bellator 183)

Finalização do Ano

Diego Brandão (vs. Murad Machaev, Fight Nights Global 38)

Brett Johns (vs. Joe Soto, The Ultimate Fighter 26 Finale)

Ali Bagov (vs. Bubba Jenkins, ACB 54)

Brian Ortega (vs. Cub Swanson, UFC Fresno)

Virada do Ano

Justin Gaethje (vs. Michael Johnson, The Ultimate Fighter 25 Finale)

Uriah Hall (vs. Krzysztof Jotko, UFC Pittsburghe)

Nathaniel Wood (vs. Josh Reed, Cage Warriors 86)

Darren Elkins (vs. Mirsad Bektic, UFC 209)

Derrick Lewis (vs. Travis Browne, UFC Halifax)

Melhor Técnico

Duke Roufus

Trevor Wittman

Firas Zahabi

Matt Hume

Duane Ludwig

Melhor Equipe

Roufusport

Gracie Technics

Kings MMA

American Top Team

Tristar

Árbitro do Ano

Jason Herzog

Mike Beltran

Herb Dean

Marc Goddard

John McCarthy

Melhor Ring Girl

Angelica Anderson

Carly Baker

Jhenny Andrade

Arianny Celeste

Mercedes Terrell

Melhor ‘Homem de Negócios’

Martin Lewandowski

Chatri Sityodtong

Ed Soares

Dana White

Scott Coker

Melhor Promoção

LFA

ONE Championship

KSW

UFC

Bellator MMA

Personalidade do Ano

Daniel Cormier

Michael Schiavello

Chael Sonnen

Jon Anik

Joe Rogan

 

 

 

Source: Portal da Luta

Gustavo Braguinha e Adam Wardzinski brilham em torneios de Jiu-Jitsu no final de semana

O último final de semana no Jiu-Jitsu (12 e 13 de abril), mais uma vez, esteve repleto de eventos para os fãs da arte suave. Pela IBJJF, foram realizados os tradicionais Opens em Miami e San Diego, ambos nos Estados Unidos, e também em Paris, na França. Já pela UAEJJF, foi realizado o Moscou International Pro, na Rússia. Agora, confira os detalhes.

Miami International Open

Nas disputas do adulto faixa-preta, com o feminino “esvaziado”, as atenções ficaram voltadas para o masculino, que teve João Miyao, Sílvio Duran, Gilson Nunes, Athos Ribeiro, Matthew Leighton, Diego Nogueira e Thomas McMahon como campeões por categoria. Já no absoluto, o título ficou com Alexandre de Souza, da Brazilian Top Team, que levou a melhor sobre Ruan Marques, da Soul Fighters, para ficar com a cobiçada medalha de ouro.

Veja os resultados completos do Miami Open, aqui

San Diego International Open

Em mais um torneio com poucas mulheres em ação na faixa preta, os ótimos resultados da Atos se sobressaíram, com a equipe – campeã – dominando quase que completamente o masculino adulto nas faixas azul, roxa – todos os campeões – e marrom, com destaques para Jonnatas Gracie, Ronaldo Pereira Júnior e Tainan Dalpra nas faixas coloridas.

No masculino faixa-preta, destaque máximo para Gustavo Braguinha, da Atos, que foi campeão na divisão dos pesados sobre Xande Ribeiro e também no absoluto, levando a melhor sobre Ashur Darmo. Nas outras divisões, Wesclay Sardinha, Lucas Pinheiro, Ary Farias, Francisco Iturralde, Marcelo Mafra, Thomas Keenan, Fellipe Trovo e Gustavo Elias saíram com o ouro. Já no feminino, Nathalie Ribeiro, Raquel Paaluhi, Luíza Monteiro e Alejandra González foram as vencedoras por categoria. No peso aberto, melhor para a americana Heather Raftery, também da Atos, campeã ao vencer Alejandra na decisão.

Veja os resultados completos do San Diego Open, aqui

Paris Internacional Open

Sem disputa entre as mulheres no adulto faixa-preta, o Paris Open contou com destaques do polonês Adam Wardzinski, ouro duplo na competição ao ser campeão na categoria peso-pesado e também no absoluto, e do brasileiro Charles Negromonte, vencedor na divisão meio-pesado. Além eles, Kazuhiro Miyachi, Alejandro Carreras, Tommi Pulkkanen, o ex-UFC Yan Cabral, Tyrone Gonsalves e Eldar Rafigaev também subiram ao topo do pódio.

Veja os resultados completos do Paris Open, aqui

Moscou International Pro

Em duelos realizados com e sem quimono, o Moscou Internacional Pro, da UAEJJF, contou com diversos russos em ação nos tatames. Agora, a próxima etapa do circuito será realizada nos dias 26 e 27 de maio, em Gramado, no Rio Grande do Sul, junto da FBJJ.

Source: Tatame

Companheiro de McGregor lutará pelo título no Brave 13

Parceiro de McGregor disputa cinturão no Brave 13. Foto: Divulgação

O peso galo Frans Mlambo será o próximo desafiante de Stephen Loman pelo cinturão peso galo (até 62,1 kg.) do Brave. O duelo será a atração principal do Brave 13: Euro Evolution, evento que ocorre no dia 9 de junho, na Irlanda do Norte. Mlambo, que se tornou conhecido ao ser escalado como um dos principais parceiros de treino de Conor McGregor, tentará se vingar da única derrota sofrida no Brave.

Veja Também

Raquel Pennington defende decisão de treinador que a fez continuar na luta com Amanda Nunes

Demian Maia inicia contagem regressiva para aposentadoria

Em setembro de 2016, o irlandês de origem sul-africana perdeu para Loman por decisão unânime no Brave 1, primeiro show da história da organização. Pouco menos de dois anos depois, “The Black Mamba” se credenciou à disputa de título após vencer três lutas seguidas, incluindo um nocaute no primeiro round sobre o brasileiro Felipe Efrain no Brave 10, em março deste ano.

Já Loman superou Gurdarshan “St. Lion” Mangat no Brave 9: The Kingdom of Champions para se tornar o primeiro campeão peso galo da história do Brave Combat Federation e agora será o terceiro campeão da organização a defender seu título, após Elias Boudegzdame (peso pena) e Klidson de Abreu (meio-pesado) terem mantido seus cinturões anteriormente.

Source: Portal da Luta

Ex-lutador do UFC, Viscardi Andrade promove seminário solidário em Ilhabela, São Paulo; saiba mais

Com 12 anos de experiência no MMA profissional, 25 lutas no cartel e passagens pelo UFC, com participação no reality show TUF Brasil 2, além de outros grandes eventos como Jungle Fight, Bitetti Combat e WOCS, Viscardi Andrade integrará a semana de lutas do Nemesis Fight Championship com um super seminário beneficente em Ilhabela (SP).

O atleta estará no ginásio Oscar Schimidt, no dia 31 de maio, para ensinar seus macetes no cage, com técnicas de luta em pé e submission que alavancaram a sua carreira até o ápice do esporte de luta que mais cresce no mundo. Para participar, bastar levar 1kg de alimento não perecível, participar da campanha social e ainda ganhar brindes exclusivos.

As vagas de participação são limitadas e definidas por ordem de chegada dos inscritos.

SERVIÇO:

Seminário de MMA com Viscardi Andrade

Data/hora: dia 31 de maio, às 20h (de Brasília)
Local: Ginásio Oscar Schimidt – Rua Gerson Perez Araújo, nº 400 – Ilhabela (SP)
Entrada: 1kg de alimento não perecível
Limite: 500 pessoas

Source: Tatame

Em português, Gastelum pleiteia chance pelo cinturão e comenta guerra contra Jacaré

Questionado se foi surpreendido pela resistência de Kelvin Gastelum, que pareceu não sentir os golpes aplicados durante a luta, Ronaldo Jacaré disse que os socos não entraram em cheio, muito graças à movimentação do adversário, e também por não conseguiu colocar toda sua potência por supostamente ter tido problemas no corte de peso. Já o americano discorda da afirmação do brasileiro.

“Eu senti todos os socos (risos). Eu senti que ele estava mais do que preparado para a luta”, disse Gastleum em português, assim como todas as suas respostas durante a coletiva de imprensa. Em relação à resistência de Jacaré, que também suportou diversos golpes duros, incluindo um knockdown no segundo round, Gastelum reconheceu. “Eu pensei que poderia bater ele com um (soco) seria o suficiente, mas ele é um guerreiro”.

O triunfo no UFC Rio foi o segundo consecutivo de Gastelum, que vinha de vitória por nocaute no primeiro round sobre o ex-campeão Michael Bisping. Sobre o próximo passo, ele não tem dúvida.

“Eu sempre falei que o ganhador dessa luta (contra Jacaré) deveria disputar o cinturão”.

O post Em português, Gastelum pleiteia chance pelo cinturão e comenta guerra contra Jacaré apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Raquel Pennington defende decisão de treinador que a fez continuar na luta com Amanda Nunes

Pennington afirma que desistir não era uma opção. “Se eu desistisse, estaria desistindo de mim mesma”. Foto Reprodução / @ufc

Em disputa pelo cinturão do peso galo, Amanda Nunes e Raquel Pennington se enfrentaram no UFC 224, no sábado (12). A brasileira manteve o título finalizando a luta por nocaute no quinto round. Durante o combate a norte-americana disse para seu treinador que não voltaria para o último assalto. Jason Kutz disse que não a deixaria desistir.

Veja Também

Amanda Nunes recebe suspensão médica de 180 após UFC 224, no Rio

UFC 224: Amanda Nunes cumpre promessa, domina Pennington e defende cinturão no Rio

VÍDEO: Assista à vitória de Amanda Nunes sobre Raquel Pennington no UFC 224

Em entrevista ao programa ‘MMA Hour’, Pennington saiu em defesa de Kutz e falou que apenas eles sabem o que aconteceu durante o intervalo entre o quarto e quinto round. A norte-americana explicou que achava que não conseguiria aguentar a dor dos chutes de Amanda na lesão da perna.

“Concordei com a decisão da minha equipe assim que a luta terminou. Concordei com eles naquele momento. Poderia ter desistido da luta, poderia sentar e bater. Mas escolhi não fazer isso. Não queria desistir. Desistir não é uma opção. Se eu desistisse, estaria desistindo de mim mesma. E é nessa hora que um treinador entra em ação e leva o seu atleta ao limite. Ficaria brava comigo mesma. Estou feliz que os meus treinadores não me deixaram desistir”, disse.

Pennington disse que a cobrança está muito grande em cima do treinador e da equipe que tomaram a decisão de prosseguir a luta. Ela ainda justificou que eles nunca a colocariam em uma situação ruim. “Eu que tive que consolá-lo, porque ele estava devastado. Disse para ele: ‘Você me motivou como atleta, não me deixou desistir. Estou muito orgulhosa de você’. Eles estão tentando manter as cabeças levantadas. Eles são ótimos treinadores e os amo”, concluiu a lutadora.

Pós luta, Raquel recebeu uma suspensão médica de 60 dias e também será avaliada por um cirurgião.

Source: Portal da Luta

Mackenzie se diz envergonhada por falha na pesagem, e acata sugestão UFC

Mackenzie venceu, e venceu bem, Amanda Cooper no UFC Rio no último final de semana e chegou à sétima vitória em sete lutas de MMA. Mas a boa atuação, com direito a knockdown e mata-leão indefensável, foi ofuscada pelo fato de a americana-brasileira ter ficado mais de três quilos acima do limite de sua categoria, os 52kg dos pesos-palhas.

Na coletiva de imprensa logo após descer do octógono, Mackenzie respondeu aos questionamentos da imprensa em relação à falha no peso, confessou que ficou envergonhada pela situação e revelou que o UFC lhe ofereceu ajuda antes e depois da pesagem.

“Meu empresário falou que talvez o UFC queira que eu suba, mas acredito que não, porque no mesmo dia, sexta-feira, eles me ligaram falando que tem um instituto em Las Vegas e que vão investir em mim”, disse a lutadora, que aceitou a sugestão. “Eu não posso deixar passar essa oportunidade de receber essa ajuda de uma organização tão grande que vai me ajudar a bater o peso. E me falaram que mesmo sem luta eu vou ter que bater o peso”.

O post Mackenzie se diz envergonhada por falha na pesagem, e acata sugestão UFC apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Como ministrar Aulas de Lutas para crianças dentro e fora do ambiente escolar

Já pensou em ministrar Lutas na Educação Física escolar? Como, de fato, ser bem-sucedido ministrando Artes Marciais para crianças? As respostas para essas perguntas estão no curso “Pedagogia Aplicada às Lutas e Artes Marciais: Exercícios & Métodos”, que será ministrado dentro do 5º Simpósio Nacional de Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate. A proposta é que seja um curso de explicações simplificadas, práticas e ainda receberá certificado.

A melhor parte é que o curso e as práticas serão coordenados pelo renomado Professor Dr. Heraldo Simões:

✔ Graduado em Educação Física e Mestre em Educação em Saúde (UNIFOR);
✔ Doutor em Saúde Coletiva (UECE) e Pós-Doutor em Educação Física Escolar (UNESP);
✔ Coordenador da Especialização (pós-graduação) de Artes Marciais, Esportes de Combate e Lutas (UECE);
✔ Autor dos livros “Artes Marciais, Esportes de Combate e Lutas nas Olimpíadas: Da Antiguidade a Era Contemporânea”, “Ensino de Lutas na Escola” e “Estratégia nos esportes de Luta”;
✔Faixa preta de Karatê e praticante de Jiu-Jítsu.

PÚBLICO-ALVO: interessados em geral (aberto), atletas, praticantes, técnicos, treinadores, mestres, professores, estudantes e profissionais de Educação Física, Fisioterapia, Nutrição, Medicina, Psicologia, Pedagogia etc.

Outros diferenciais do 5º Simpósio Nacional de Lutas:

✔ Certificado reconhecido nacionalmente e chancelado com CNPJ e registro do número de horas;

✔ 7 Cursos, 6 Clínicas Práticas, 1 Oficina de Avaliação Física, 1 Mesa-Redonda, 1 Oficina “Registros de memória” e 1 Aulão de MMA c/ Celsinho Venicius;

✔ Palestrante Internacional;

✔ Palestrantes com Pós-Doutorado e Mestrado;

✔ Material das aulas será disponibilizado gratuitamente.

SERVIÇO:

V Simpósio Nacional de Lutas, Artes Marciais e Modalidades de Combate

Data: 23 e 24 de junho
Local: Butantã, em São Paulo (SP)
Outras atrações: Exposição Fotográfica “Lutas Corporais Indígenas por Harald Schultz” / Lançamento de livros / Feira de livros / 5.ª Mostra Nacional de Produção Científica em Lutas, Esportes e Atividade Física (resumos e trabalhos completos) / Palestrante Internacional / Certificação
Site oficial: aqui
Informações: (11) 96342-6818 (Whatsapp)

O post Como ministrar Aulas de Lutas para crianças dentro e fora do ambiente escolar apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Maldonado detalha ‘habilidades’ de rival no FNG 87, mas avisa: ‘Estou preparado para qualquer situação’

Após diversas mudanças de datas e locais, Fábio Maldonado, enfim, vai defender o cinturão dos meio-pesados contra Nikita Krylov, no próximo sábado (19), em Rostov, na Rússia. A luta será o co-main event do Fight Nights Global 87. Em contato à TATAME, o “Caipira de Aço” comentou as habilidades do ucraniano e disse que espera nocautear.

“Ele é mais habilidoso do que eu na distância, vai ser bem difícil, porque ele chute bem, é mais alto, 12 anos mais novo. É mais provável eu nocautear do que finalizar, porque ele é muito bom de chão também. Eu treinei bastante e estou preparado para qualquer situação que aconteça na luta”, apontou o campeão dos meio-pesados da organização.

Maldonado contou ainda que recebeu mais de uma proposta para lutar Boxe na Rússia e também no Canadá. Contudo, com a luta contra Krylov se aproximando, o “Caipira de Aço” afirmou que vai focar na defesa de cinturão e, em seguida, pensar no desafio no ringue.

“Vamos focar no Nikita (Krylov) primeiro. Estou com algumas propostas (para lutar Boxe), tem mais de uma proposta, na verdade, para lutar aqui na Rússia, mas vamos focar primeiro na luta do Fight Nights Global. Vamos finalizar essa luta primeiro e só após disso vamos pensar no Boxe ou no que vier em seguida”, encerrou o lutador brasileiro.

Source: Tatame

Campeã brasileira, Bia Basílio mira ouro no Mundial: “É lutar com inteligência”

Bia Basílio dominou a divisão dos leves no Brasileiro – Foto: Vitor Freitas

Bianca Basílio, 22 anos, reinou no peso leve do Campeonato Brasileiro ao conquistar seu primeiro título brasileiro na faixa-preta. Bianca atuou por cima e foi estratégica para vencer Ana Schimidt (Team Marcos Cunha) por 4 a 0 nas vantagens. O torneio foi encerrado no dia 6 de maio, em Barueri, São Paulo. A paulista, que vem embalada desde World Pro, onde também foi campeã, comenta a vitória no maior torneio do Brasil e aproveita para analisar a vitória na final da categoria.

“Fiquei muito feliz em ter sido campeã este ano. No ano passado, perdi a final nos pontos, mas levei como experiência e continuei treinando para melhorar. Na faixa-preta não tem espaço para erros e eu estou em busca de ser melhor a cada dia. Sobre a luta final… Bom, a final é sempre uma luta mais tensa, pois você sabe que só falta uma para chegar ao objetivo que deseja. Então, você acaba pensando mais e lutando com mais estratégia, tentando não ter erros”, analisa Bia, antes de falar sobre sua popularidade e como é servir de inspiração para outras mulheres no Jiu-Jitsu.

“Estou feliz em saber que posso servir de inspiração boa para as pessoas. Tudo isso que estou vivendo, primeiramente, é graças a Deus e sem Ele eu não seria nada”.

Para o Campeonato Mundial, Bianca retorna à sua categoria de origem, o peso-pena, e busca sua maior meta na temporada. De acordo com a faixa-preta, ela está bem física e mentalmente para brilhar na Califórnia.

“Faltam algumas semanas para o Mundial e estou sentindo-me muito bem preparada, tanto fisicamente quanto psicologicamente, espiritualmente, que é muito mais importante. Vou dar o meu melhor e que seja a vontade de Deus para minha vida. Vou sair na porrada, lutar com inteligência e calma”, encerra Bia.

O post Campeã brasileira, Bia Basílio mira ouro no Mundial: “É lutar com inteligência” apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal