Acusado por violência doméstica grave, Nick Diaz é preso nos EUA; entenda

Sem lutar profissionalmente desde 2015, quando enfrentou Anderson Silva no UFC 183, Nick Diaz segue protagonizando polêmicas fora do octógono. Na noite da última quinta-feira (24), o lutador do Ultimate, atualmente com 34 anos e dono de um cartel de 26 vitórias e nove derrotas no MMA, foi preso em Las Vegas (EUA).

O irmão mais velho de Nate Diaz recebeu a acusação por violência doméstica grave, com um estrangulamento, e também por violência doméstica em primeiro grau contra uma mulher, que foi imediatamente transportada para um hospital de Nevada. De acordo com informações do site MMA Junkie, Nick teria agido de forma agressiva contra uma força policial de doze unidades, que foi designada à residência do lutador para realizar a prisão. O lutador americano teve fiança fixada em $18.000,00 (equivalente a R$65.574,00), que só poderá ser paga após a audiência judicial, prevista para a manhã deste sábado (26).

Vale ressaltar que o histórico de polêmicas envolvendo Nick Diaz é extenso. Em 2015, o atleta foi preso por dirigir alcoolizado e foi liberado dois dias depois, mediante pagamento de fiança. Já no âmbito esportivo, Diaz já foi flagrado em diversos testes antidoping por uso de maconha. No caso mais recente, recebeu suspensão de um ano da USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) após não informar ao órgão sobre seu paradeiro para possíveis exames surpresa. A punição havia acabado recentemente e Nick já estava liberado para voltar ao MMA, no entanto, com o caso de violência doméstica, não se sabe quais atitudes serão tomadas em relação ao lutador.

Source: Tatame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *