Musa do MMA posa sensual e defende as artes marciais contra o assédio: ‘Bato se for preciso’

;
(function($) {
$(document).ready(function() {
//$(“head”).append(“”);
$(“head”).append(“”)
.append(“”)
.append(“”)
.append(“.vox-gallery {border:1;}a.vox-view-full:before, a.vox-view-full-selected:before, a.vox-view-thumbs:before, a.vox-view-slideshow:before, a.vox-view-share:before {color:#ffffff !important;}a.vox-view-full:hover:before, a.vox-view-full-selected:hover:before, a.vox-view-thumbs:hover:before, a.vox-view-slideshow:hover:before, a.vox-view-share:hover:before {opacity: 0.6 !important;}.vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-prev a, .vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-next a {color:#ffffff !important;opacity:0.8 !important;}.vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-prev a:hover, .vox-gallery .vox-image-nav .vox-image-nav-next a:hover {opacity:0.4 !important;}.vox-gallery .vox-es-nav span.vox-es-nav-next:before, .vox-gallery .vox-es-nav span.vox-es-nav-prev:before {color:#ffffff;background:#;}.vox-header .vox-title, .vox-header .vox-view-paging, .vox-caption .vox-caption-text {font-family:Open Sans !important;}”);
});//ready
})(jQuery);
;var $embedCode; var $galleryHeight = 460;
var $Vox;
(function($) {
$(document).ready(function() {;
//init plugin
$Vox = $(“#vox-gallery-77361”);
$Vox.VoxGalleryMain({
mode: “normalview”,
thumbOn: true,
thumbPosition: “bottom”,
shareOn: false,
responsive: true,
imgMaxWidth: 450,
imgMaxHeight: 460,
intervalDelay: 5000,
autoplay: false,
carouselOpt: {
easing: “easeOutExpo”,
imageW: 55,
imageH: 55,
margin: 7,
border: 1,
borderRadius: 5
},
siteUrlEmbed: “http://www.superlutas.com.br?vox_id=77361”,
siteExternal: false,
permalink: “http://www.superlutas.com.br/noticias/77354/musa-do-mma-posa-sensual-e-defende-as-artes-marciais-contra-o-assedio-bato-se-for-preciso/”
}).init();
});//ready
})(jQuery);

(function($) {
$(window).load(function() {
if ($embedCode) {
setTimeout( function(){
$totalHeight = $galleryHeight – $(“.vox-header”).height() – $(“.vox-thumbs”).height() – 4; //(4 = borders values)
//alert( $totalHeight );
$Vox.find(“.vox-image”).css({ height: $totalHeight });
$Vox.VoxGalleryMain.imgMaxHeightNew( $totalHeight );
}, 500 );
}
});//laod
})(jQuery);

Musa do MMA, segunda colocada no ranking do peso palha do UFC. , gosta de posar sensual. Em um ensaio, a lutadora profissional fez até topless. Mas isso, segundo ela, não é permissão para sofrer assédio ou ouvir cantadas de baixo calão.

Veja Também

Cyborg diz ter aceitado superluta contra Amanda Nunes no UFC 226, em julho

Musa do UFC mostra calcinha em video ousado e é criticada por lutadoras

“ Não tolero estas coisas.  Bato se for preciso. O fato de eu posar sensual ou sair com uma roupa curtinha não é permissão para tocarem em mim. Aliás se atreverem…”, disse a musa.

Jamila também acredita que as mulheres devem praticar luta para se defender de possíveis assediadores.

“No MMA, aprendemos várias técnicas. Mas quem não gostar, pode fazer também defesa pessoal. O importante é fazer algo para se defender”, disse a gata, que também é musa do Vasco.

Histórico profissoinal

Jamila Sandora tem um histórico profissional de duas vitórias em duas lutas. A lutadora é companheira de treinos de Jéssica Bate-Estaca, segunda colocada no ranking do peso palha do UFC.

 

 

Source: Portal da Luta

Marcio André vibra com tetra no Europeu e analisa volta ao peso-pena: ‘Jogo diferente, mais embolado’

Astro da nova geração, Marcio André alcançou a glória mais uma vez no Europeu de Jiu-Jitsu da IBJJF, encerrado no último fim de semana, em Portugal. De volta ao peso-pena, após dominar o GP do Berkut, o faixa-preta de Fabio Andrade precisou vencer três lutas para garantir o tetracampeonato seguido no Europeu e comemorar bastante o feito.

Marcio fez bonito na final, ao raspar duas vezes e dominar a guarda de Gianni Grippo (Alliance), que havia eliminado Isaque Paiva (Saikoo) na semifinal. Antes de lutar com Grippo, Marcinho venceu Isaac Doederlein (Alliance), pupilo da fera Rubens Cobrinha.

Após a conquista, Marcio analisou a final da divisão contra Gianni e o momento em que o faixa-preta da Alliance optou por encarar sua guarda, logo no início da luta, algo que não aconteceu nos dois últimos duelos entre eles, sempre bastantes disputados.

“Na verdade, eu sempre gostei de ficar por baixo. Tenho uma guarda muito versátil e perigosa, só que na minha categoria sempre me puxam para a guarda, então comecei a ficar por cima e acabei melhorando muito meu jogo de passagem. Sinto que meus adversários se sentem um pouco ameaçados com a maneira que passo guarda e acabam subindo agora. Isso me facilita, pois quando raspo eu fico na frente. Depois, eu sei que tenho muitas armas para poder preparar minhas passagens de guarda. Já para defender as raspagens eu sempre tive bom equilíbrio e base. Treino muito sem fazer pegadas quando estou por cima e deixo o cara tentar me raspar, isso ajuda muito no equilíbrio. Depois, quando você passa a usar os braços, fica com uma base muito boa”, comentou Marcio.

Depois de quatro meses, Marcio retornou ao peso-pena, sua categoria de origem desde a faixa azul de Jiu-Jitsu, e sentiu algumas diferenças. Uma delas foi novamente enfrentar adversários flexíveis e adeptos ao berimbolo, movimentação que ele já havia “esquecido”.

“Senti muita diferença. Os pesos-penas são mais embolados e isso eu tinha esquecido. A questão do peso eu até que fui muito bem, minha nutricionista Rita Cadiz me ajudou muito nessa parte e eu consegui bater o peso bem. Como eu disse, é muito diferente e tinha muito tempo que eu não batia esse peso. Foi satisfatório meu desempenho mas eu sei que poderia ter ido melhor. Fiz tudo que tinha que fazer para sair campeão. Foi uma boa experiência voltar aos penas, é um jogo diferente. Agora vou voltar para casa, continuar os trabalhos e melhorar ainda mais”, encerrou Marcinho, que volta à ação na próxima sexta-feira (26), quando enfrenta a fera Lucas Lepri pelo ACB JJ 10, em São Paulo (SP).

Source: Tatame

Bellator anuncia dois atletas como ‘alternativa`

Foto: Sherlog

Logo após a realização do Bellator 192, no último sábado, em Inglewood, Califórnia, nos Estados Unidos, com o início do GP dos pesos pesados, quando na luta principal, o ex-desafiante ao cinturão dos médios do UFC, ‘The American Gangster’ Chael Sonnen, bateu seu compatriota ex-campeão dos meio-pesados do UFC Quinton ‘Rampage’ Jackson na decisão unânime dos árbitros laterais, passando para as semifinais do torneiro, o presidente do Bellator Scott Coker, em entrevista coletiva, anunciou mais dois nomes para o ‘GP’, mas muita calma, vamos explicar o motivo.

Muitas lesões podem acontecer em um camp de treinamentos de um atleta de MMA, como já sabemos desde sempre, e, com isso, Coker incluiu o ex-UFC Cheick Kongo e Javy Ayala como alternativas para substituição de algum dos 7 lutadores que ainda estão no Grand Prix: Chael Sonnen, Fedor Emelianenko, Frank Mir, Ryan Bader, King Mo Lawal, Roy Nelson e Matt Mitrione.

Coker não falou se Kongo e Ayala irão lutar entre eles, mas afirmou que ainda irá anunciar mais dois nomes de pesos pesados para fazerem parte do Grand Prix dos pesos pesados.

“Bom, provavelmente anunciaremos mais dois pesos pesados, faremos os convites (aos atletas) nesta semana e se eles irão lutar nós contaremos e deixaremos vocês saberem disso logo logo”, disse o mandachuva.

Por Dario Ferrari

The post Bellator anuncia dois atletas como ‘alternativa` appeared first on MMA Space.

Source: Space

Buchecha mira estreia pelo ACB JJ em São Paulo e revela foco no evento: ‘Prioridade para este ano’

O Absolute Championship Berkut Jiu-Jitsu (ACB JJ) montou um card estelar para a sua primeira edição em 2018 – décima no geral -, que será realizada nesta sexta-feira (26), em São Paulo. Entre os nomes presentes está o decacampeão mundial de Jiu-Jitsu Marcus Buchecha. O faixa-preta, que assinou contrato com o evento russo no final do ano passado, fará seu debute na organização em uma das superlutas, contra Mahamed Aly.

“A expectativa está bem grande para este campeonato. Esse evento está revolucionando o nosso esporte. Estou muito feliz em estar fazendo parte disso. O evento está crescendo muito, todos os grandes atletas já assinaram com a organização. Então, estou bastante ansioso para estrear no ACB JJ e mostrar o meu trabalho”, disse a fera Buchecha.

O último torneio que Buchecha lutou foi o ADCC, em setembro do ano passado, quando conquistou o bicampeonato na categoria. Após descansar e curar algumas lesões, o atleta da Checkmat garante que está preparado e motivado para lutar em sua terra natal.

“Depois do ADCC eu dei uma parada. Isso foi bom porque pude descansar bem o corpo, já que o ano passado foi de muitas competições, e também para pensar os torneios que pretendo lutar este ano. E este ano vou priorizar as competições do ACB JJ”, enfatizou.

Para mais informações sobre o ACB JJ 10 e ingressos, clique aqui

Com apenas 28 anos de idade, recém-completados no dia 8 de janeiro, Buchecha já quebrou diversos recordes na arte suave. Apesar de flertar constantemente com o MMA, ele garante que ainda não pensa em aposentadoria dos tatames e falou sobre o tema.

“Acabei de completar 28 anos. Já senti um pé na categoria master (risos). Ainda não parei para pensar em tudo o que conquistei até agora, mas tem sido uma carreira muito boa. Tenho alcançado muitos dos meus objetivos, e realizei vários dos meus sonhos. Tenho certeza que ainda tem muita coisa pela frente. Estou longe de me aposentar. Ainda tenho muita vontade de lutar e acredito que isso é o mais importante na carreira de um atleta”.

CARD COMPLETO:

ACB Jiu-Jitsu 10
Clube Hebraica, em São Paulo (SP)
Sexta-feira, 26 de janeiro de 2018

Luiz Panza x João Gabriel Rocha
Augusto Tanquinho x Paulo Miyao
Marcus Almeida x Mahamed Aly
Leandro Lo x Otávio Sousa
Marcio André x Lucas Lepri
Erberth Santos x Adam Wardzinski
Cláudio Calasans x Patrick Gaudio
Romulo Barral x Arnaldo Maidana
Yuri Simões x Abdurakhman Bilarov
Braulio Estima x Rudson Mateus
Mikey Musumeci x Rafael Barata
Gabriel Lucas x Ricardo Evangelista
Marcelo Mafra x Luan Carvalho
Rodrigo Cavaca x Igor Silva
Thiago Sá x Josh Hinger
Osvaldo Moizinho x Nicollas Welker
Lucas Rocha x Rodrigo Caporal

Source: Tatame

Cyborg diz ter aceitado superluta contra Amanda Nunes no UFC 226, em julho

Cyborg (esq.) e Amanda (dir.) devem fazer superluta no UFC. Foto: Reprodução / Instagram CrisCyborg

A superluta de campeãs brasileiras Amanda x Cris Cyborg deu um importante passo para se tornar realidade! O acerto para o duelo estava apenas na dependência do ‘sim’ da Cris, mas a campeã peso pena do UFC usou suas redes sociais para confirmar que aceita encarar a compatriota, dona do cinturão peso galo da franquia.

Veja Também

Amanda Nunes e Cyborg trocam mensagens em rede social: ‘É a luta que todos querem ver’, dispara a Leoa

Cyborg coloca condição para luta contra Amanda e promete: ‘vou te matar’

“Eu concordei em lutar contra @amanda_leoa 7 de julho em Las Vegas como parte de #UFC226 e #InternationalFightWeek. Agora estou aguardando que meu manager trabalhe com o @ufc em um acordo para que possamos fazer o #CyborgVNunes #TheSuperFight oficial”, escreveu Cyborg em sua conta no Instagram.

A ideia inicial do UFC seria promover a superluta no UFC 224, dia 26 de maio, no Rio de Janeiro. Mas, na última semana, Cyborg colocou a condição de encarar Amanda apenas se a disputa fosse realizada em um grande card, já que, segundo Cris, a rival não consegue vender pacotes de pay-per-view nos EUA. Já o UFC 226, no dia 7 de julho, é um dos maiores cards do Ultimate no ano, na semana da independência norte-americana (4 de julho).

“Posso lutar com a Amanda… Mas ela não vende pay-per-view, no máximo 100 mil (no UFC 215, quando enfrentou Shevchenko). Vencer ela não muda nada em nada minha carreira. Superluta? Ela não é o McGregor. Se for um grande evento, com grandes nomes, pode ser uma grande luta. ”, disparou Cyborg, em entrevista ao programa  ‘MMA Hour’. “Claro que ela quer essa luta. Ela lutou com a Ronda e a Ronda a fez três milhões. Ela lutou com a Miesha, no card do Brock Lesnar, e fez pay-per-view. Mas ela não vende por ela mesma”, completou.

Source: Portal da Luta

Presidente da FJJD-Rio enaltece parceria com a UAEJJF e aponta: ‘É o grande diferencial aqui no Rio’

Por Yago Rédua

Como um atrativo a mais para o Desafio Verão, a primeira etapa do Circuito Brasil Open Mineirinho, a FJJD-Rio vai garantir uma vaga ao campeão do absoluto no Grand Slam do Rio de Janeiro em 2018. É o maior evento de Jiu-Jitsu organizado no Brasil e existe a expectativa que seja realizado em cinco dias neste ano. Em contato à TATAME, Rogério Gavazza, presidente da federação, comentou sobre a parceria com a entidade internacional.

“Essa parceria da FJJD-Rio com a UAEJJF é o nosso grande diferencial aqui no Rio de Janeiro. Desde o ano passado, estamos garantindo os campeões do absoluto no Grand Slam aqui do Rio, além é claro, dos vencedores do ranking que vão competir em etapas do Grand Slam de Los Angeles e Londres ou no World Pro. O Grand Slam tem o mesmo conceito que o nosso aqui da FJJD-Rio em valorizar os atletas”, comentou Gavazza.

Faça sua inscrição no Desafio Verão 2018, aqui

As inscrições para o Desafio Verão chegam ao fim na próxima sexta-feira (26). A etapa será realizada no templo do Jiu-Jitsu no Rio de Janeiro, o Tijuca Tênis Clube, na Zona Norte da cidade, nos dias 3 e 4 de fevereiro. O primeiro evento da temporada já conta com prontos para o ranking.

Source: Tatame

Francis N’Gannou diz: “Meu maior erro foi subestimar o Miocic”

Foto: Getty Images

Gigante camaronês, temido e de história motivadora para qualquer pessoa e que vinha atropelando todos os seus adversários, o peso pesado Francis N’Gannou, sofreu sua segunda derrota da carreira, a primeira no octógono mais famoso do mundo, para o norte americano Stipe Miocic, na luta principal do UFC 220, que foi realizado no último sábado (20), na TD Garden Arena em Boston, Massachusetts, nos Estados Unidos.

Na ocasião N’Gannou, que lutava pelo título dos pesos pesados, foi completamente dominado pelo campeão durante os cinco assaltos do embate, sendo derrotado, e, logo após o duelo, o camaronês radicado na França, foi humilde em reconhecer a total superioridade de Stipe Miocic.

“Hoje eu aprendi algo que nunca havia aprendido em quatro anos neste esporte. Subestimei meu oponente e acabei descobrindo algo que eu ignorava. Aprendi muito esta noite”, disse, afirmando que o corte de peso que teve para bater o peso quase no limite da divisão, não foi o problema principal – “Esse não foi o problema. O problema foi que subestimei o Miocic. Fui para cima no primeiro round e ele se mostrou mais duro do que acreditei. Ele resistiu e mostrou um plano de luta melhor que o meu. Eu luto MMA há apenas quatro anos e sei que posso aprender e melhorar. O que aconteceu no octógono esta noite foi o último passo para meu aprendizado, porque eu nunca havia enfrentado algo parecido no esporte. Isso, de uma luta de cinco rounds. Agora sei como lidar com isso. Foi a primeira vez e acabei cometendo um erro e isto não acontecerá de novo”, finalizou.

Por Dario Ferrari

The post Francis N’Gannou diz: “Meu maior erro foi subestimar o Miocic” appeared first on MMA Space.

Source: Space

Anderson Silva segue ‘otimista’ com julgamento da USADA e aponta: ‘Estou muito confiante’

No mês de novembro de 2017, Anderson Silva foi flagrado em um exame antidoping da USADA (Agência de Antidoping dos EUA). Suspenso provisoriamente pelo órgão, o ex-campeão do UFC segue treinando e dando indícios nas redes sociais que “em breve” estará de volta e que não pensa em “aposentadoria”. Ao site TMZ, “Spider” revelou que estará “livre” o quanto antes e negou que tenha usado qualquer substância ilícita.

“Talvez no próximo mês (tenha uma definição da USADA), meus médicos e advogados estão colaborando. Estou bastante animado, esperando o veredicto. Tomara (que seja absolvido). Nunca usei nada, nenhum esteroide, em toda a minha vida. Falo isso porque meu corpo nunca mudou. O problema é que, de vez em quando, você usa suplementos diferentes e isso acontece. Estou muito confiante. Lutar é minha vida e quero voltar logo”, apontou o ex-campeão.

Anderson não sobe ao octógono desde de fevereiro de 2017, quando derrotou Derek Brunson por decisão unânime. Em junho, no UFC 212, no Rio de Janeiro, “Spider” iria enfrentar Kelvin Gastelum, mas o americano foi flagrado em um exame pela USADA. O confronto foi remarcado para o UFC Xangai, em novembro, mas foi a vez do ex-campeão testar positivo.

Source: Tatame

Dana White detalha estado de saúde de Robert Whittaker

Foto: Getty Imagest

Reviravolta grotesca, assim podemos afirmar sobre os acontecimentos na vida do agora campeão dos pesos médios do UFC Robert Whittaker. Logo após o canadense Georges St-Pierre abandonar o título recém conquistado em cima de Michael Bisping (por conta de uma úlcera no intestino), o australiano foi nomeado como campeão linear, e, inclusive, teve uma luta marcada diante do norte americano ex-campeão do Strikeforce e UFC Luke Rockhold, no UFC Perth, no dia 11 de fevereiro na Perth Arena, em Perth, na Austrália, luta esta, que, infelizmente, acabou sendo cancelada, por problemas de saúde do campeão da Gracie Smeaton Grange.

Até o momento, quase nada se sabia sobre o real estado de saúde de Robert Whittaker, porém, isso mudou neste final de semana, quando o presidente do UFC Dana White, revelou o real presente momento do lutador australiano, e, de acordo com o mandatário, é uma infecção estomacal mal curada causada por uma bactéria e que acabou se espalhando por outros órgãos vitais do campeão.

“Robert Whittaker teve uma séria infecção bacteriana em seu estômago, e, pelo que eu entendi, a infecção não foi bem tratada e curada e, ai, começou a se espalhar por partes de seus outros órgãos. A condição dele é séria, então ele vai precisar de um tempo até voltar, mas por sorte, é uma situação que pode ser revertida rapidamente, mas isso pode ser um sério risco à sua vida se você não tratar da forma correta”, afirmou Dana.

Para substituir Whittaker na luta principal do UFC 221, a organização escalou o cubano Yoel Romero, que agora é o adversário de Luke Rockhold na Austrália.

Confira abaixo o card completo do UFC 221: Romero vs. Whittaker:

Peso-médio: Yoel Romero vs. Luke Rockhold – Pelo cinturão interino dos médios;
Peso-pesado: Mark Hunt vs. Curtis Blaydes;
Peso-pesado: Tai Tuivasa vs. Cyril Asker;
Peso-meio-médio: Jake Matthews vs. Li Jingliang;
Peso-meio-pesado: Tyson Pedro vs. Saparbek Safarov;
Peso-leve: Damien Brown vs. “Maestro” Dong Hyun Kim;
Peso-médio: Rob Wilkinson vs. Israel Adesanya;
Peso-pena: Alex Volkanovski vs. Jeremy Kennedy;
Peso-mosca: Jussier Formiga vs. Ben Nguyen;
Peso-pena: Ross Pearson vs. Mizuto Hirota;
Peso-galo: Teruto Ishihara vs. José Quiñonez;
Peso-meio-médio: Luke Jumeau vs. Daichi Abe.

Por Dario Ferrari

The post Dana White detalha estado de saúde de Robert Whittaker appeared first on MMA Space.

Source: Space

Shooto Brasil 80 abre o ano com ex-campeão dos galos na luta principal

Depois de um 2017 recheado de emoções, novos campeões coroados e estreia da nova casa, o Shooto Brasil abre a temporada de 2018 neste domingo, dia 28 de janeiro, prometendo um ano ainda mais empolgante. A Upper Arena, berço do Shooto Brasil no Rio de Janeiro, recebe o primeiro card do ano com a promessa de grandes lutas. No duelo principal da noite, o ex-campeão dos galos Luciano Benício encara Glyan Alves, enquanto no co-main event o experiente Andrius Tigrão mede forças com Roger Berger, pela divisão dos super-leves (até 74kg). O card conta ainda com outras oito lutas e tem início a partir das 20h. O Canal Combate transmite tudo ao vivo.

“Estamos com uma expectativa muito boa em relação a esse ano que se inicia no Shooto. 2017 foi um marco para a gente em vários aspectos, mas principalmente por agora termos a nossa casa, uma estrutura de alto nível que condiz com a grandeza do Shooto. Para 2018 o objetivo é realizar entre 10 a 12 eventos, quase que um por mês, e dar a chance para novas promessas do MMA surgirem para os olhos do mundo, assim como têm sido nos últimos anos. Apesar de todas as dificuldades de se realizar um evento desse porte no Brasil seguimos firmes e fortes”, afirma Dedé Pederneiras, presidente do Shooto Brasil.

Luciano Benício retorna após perda de cinturão

O primeiro evento de 2018 é visto também como um recomeço para o baiano Luciano Benício. Natural de Vitória da Conquista, terra do lendários irmãos Minotauro e Minotouro, o lutador sofreu um baque em 2017. Campeão dos galos desde novembro de 2015, Benício viu seu reinado cair ao ser derrotado pelo mineiro Geraldo de Freitas na edição 74, em agosto. Apesar do revés e da consequente perda do título, o baiano não desanimou e voltou a treinar forte. O desafio da vez é diante de Glyan Alves na luta principal do Shooto Brasil 80 e Luciano pretende retomar o caminho das vitórias. Na carreira o lutador da Nova União soma 11 vitórias e três derrotas.

No caminho de Benício, Glyan pisará pela primeira vez no cage do Shooto. Natural de Juiz de Fora, em Minas Gerais, o lutador chega para o duelo com um retrospecto favorável. Foram dez lutas na carreira, com oito vitórias e apenas dois reveses. Especialista na trocação ele conquistou a maioria das suas vitórias por nocaute. Profissional de MMA há seis anos, Alves pretende embalar a segunda vitória seguida já que vem de vitória sobre Mauro Leopoldo, em outubro.

Outra atração do Shooto Brasil 80 é o retorno do experiente Andrius Tigrão. Sem lutar desde 2013, tempo em que se dedicou em dar aulas de jiu-jitsu na equipe Nova União e para os policiais do BOPE (Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro), Tigrão é especialista na arte suave e possui um cartel de 10 vitórias e oito derrotas. E nesse retorno, ele encara um nome conhecido do Shooto: Roger Berger. O atleta de Niterói, no Rio de Janeiro, faz seu quarto duelo no evento embalado por uma grande vitória sobre Zezão Trator na edição 78, em novembro. Com sete vitórias e seis derrotas, Berger busca emplacar seu quarto triunfo consecutivo na carreira.

O Shooto Brasil 80 conta ainda com outras oito lutas. O destaque vai para os confrontos entre Cleverson Carrilho e Henrique Souza, pela divisão dos galos, e o confronto entre uma das promessas da equipe Nova União, Rafael Macapá, diante de Danver dos Santos.

Shooto Brasil 80

Data: Domingo, 28 de janeiro de 2018

Horário: 20h (Ao vivo no Canal Combate)

Local: Arena Upper

Endereço: Rua Bibiano Pereira da Rocha n° 2-A – Flamengo, Rio de Janeiro

Venda de ingressos: R$ 30 Arquibancada / R$ 50 Cadeira e R$ 150 Camarote – Academia Upper – Rua Marques de Abrantes, 96 – Flamengo/RJ

Card de lutas

Até 61kg: Glyan Alves (MFT) x Luciano Benício (Nova União)

Até 74kg: Roger Berger (DTM Team) x Andrius Tigrão (Nova União)

Até 61kg: Henrique Souza (Team New Corpore) x Cleverson Carrilho (MPBJJ Nova União)

Até 57kg: Danver dos Santos (Team New Corpore) x Rafael Macapá (Nova União)

Até 61kg: Patrique Tavares (Team New Corpore) x Carlos Eduardo Carlim (Nova União Ceará)

Até 84kg: Bruno Assis (BH Rhinos) x Malhadinho (LG System)

Até 52kg: Werick Dinamite (BPT) x Elves Oliveira (Nova União)

Até 53kg*: Leo Speed (BPT) x Davi Pigmeu (Nova União)

Até 61kg: Dyllan Nascimento (BPT) x Leonardo Navi (Nova União)

Até 66kg: Marcão Farmácia (BPT) x Alexandre Silva (Nova União)

O post Shooto Brasil 80 abre o ano com ex-campeão dos galos na luta principal apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal