Cyborg exalta Holly Holm e volta a pedir Megan Anderson

C. Cyborg (esq) se rendeu a Holm (dir) (Foto: Reprodução Facebook ufc)

A brasileira Cris Cyborg chegou à decisão dos juízes pela primeira vez desde 2008 na vitória sobre Holly Holm no UFC 219. E a campeã peso pena fez questão de elogiar a postura da norte-americana, que entrou no octógono com uma estratégia bem traçada para neutralizá-la, mas não contava com a capacidade de adaptação de Cris.

Veja Também

Cyborg tem luta dura, mas bate Holm e defende cinturão no UFC 219

Cyborg e Holm ganham bônus de Luta da Noite após UFC 219

Vídeo: Veja como foi a vitória de Cris Cyborg sobre Holly Holm

Em entrevista nos bastidores do UFC 219, Cyborg falou sobre Holly Holm e voltou a pedir uma luta com “uma peso pena de verdade”, citando novamente a australiana Megan Anderson como uma possível adversária para sua próxima luta.

“Holly fez uma luta incrível e isso me deixa mais feliz de ser campeã. Ela fez uma luta boa, então não me surpreende que os juízes tenham dado um ou dois rounds para ela. Ela fez uma ótima estratégia, pois não me deixava encaixar sequências. Sabia se mover muito rápido, então eu acertava um golpe e quando ia dar o outro ela já tinha saído do meu alcance. No terceiro round, eu a acertei com um golpe duro, mas acabou o tempo. Ela foi um grande teste para mim (…) Agora quero enfrentar uma lutadora de fato da minha categoria. Quero a Megan Anderson na Austrália, mas espero que os fãs no Brasil não fiquem com ciúmes (risos)”, comentou a brasileira, que exaltou também o próprio preparo físico.

“Acho que mostrei que posso fazer cinco rounds. As pessoas não tinham fé no meu preparo físico, mas mostrei que posso chegar lá e lutar por 25 minutos no mesmo ritmo. Estou muito bem e aguentaria até mais cinco assaltos agora”, garantiu.

Source: Portal da Luta

Cyborg confirma favoritismo e mantém cinturão contra Holm no UFC 219; Khabib anula Barboza

No começo da madrugada deste domingo (31), o Ultimate realizou o último evento em 2017, o UFC 219, em Las Vegas (EUA). Na luta principal, a brasileira Cris Cyborg defendeu o cinturão dos penas contra Holly Holm e manteve o posto de campeã, após uma batalha de cinco rounds. A curitibana venceu por decisão unânime dos árbitros e, ainda no octógono, agradeceu a desafiante e projetou a próxima luta contra Megan Anderson, no UFC 221, na Austrália, em fevereiro.

“Quero agradecer a Holly Holm, ela é uma lutadora impressionante, agradecer a Deus pela oportunidade e a todos que vieram hoje. Gostaria de lutar na Austrália contra a Megan Anderson, tenho muitos fãs lá. Estou pronta para qualquer uma”, apontou Cyborg.

No co-main event, Khabib Nurmagomedov fez prevalecer o seu jogo diante de Edson Barboza e venceu o brasileiro por decisão unânime dos jurados. “The Eagle” anulou as ações do oponente, o derrubou nos três rounds e, em entrevista ainda no octógono, afirmou que não finalizou para sentir o “gosto” da luta.

“Quero agradecer a Deus. Meu filho nasceu hoje. Agora estou com 25-0. Sem lesão, posso enfrentar qualquer um. Posso lutar contra o Tony ou o Conor, não importa contra quem. Este cara (Edson Barboza) é um dos melhores trocadores do UFC e eu lutei com ele por 15 minutos. Podia tê-lo finalizado, mas queria sentir os 15 minutos inteiros porque não lutava há um ano. Eu não penso sobre esses dois babacas (Conor e Tony). Penso em mim. Quanto a minha próxima luta, o que você quer? Eu diria Tony Ferguson. Não acho que o McGregor voltará tão cedo porque ele tem que gastar o dinheiro que ele ganhou. Quando o dinheiro acabar, eu acho que ele vai voltar”, declarou o russo que agora registra um cartel de 25 vitórias e nenhuma derrota.

Khabib impôs o seu jogo, controlou a luta e derrotou o brasileiro Edson Barboza (Foto: Getty Images)

Ainda no card principal, Dan Hooker finalizou Marc Diakiese com uma guilhotina no terceiro round. Já Carla Esparza bateu Cynthia Calvillo por decisão unânime, assim como a vitória de Neil Magny sobre Carlos Condit. Único brasileiro no card preliminar, Matheus Nicolau, que retornou de suspensão após um ano e meio afastado, passeou contra Louis Smolka e levou a melhor na decisão dos árbitros.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 219
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 30 de dezembro de 2017

Card principal
Cris Cyborg derrotou Holly Holm por decisão unânime dos jurados
Khabib Nurmagomedov derrotou Edson Barboza por decisão unânime dos jurados
Dan Hooker finalizou Marc Diakiese com uma guilhotina no 3R
Carla Esparza derrotou Cynthia Calvillo por decisão unânime dos jurados
Neil Magny derrotou Carlos Condit por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Michal Oleksiejczuk derrotou Khalil Rountree por decisão unânime dos jurados
Myles Jury derrotou Rick Glenn por decisão unânime dos jurados
Marvin Vettori e Omari Akhmedov empataram por decisão majoritária
Matheus Nicolau derrotou Louis Smolka por decisão unânime dos jurados
Tim Elliott derrrotou Mark De La Rosa por finalização no 2R

Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!

Source: Tatame

Kyoji Horiguchi conquista título do Rizin 9; Mirko Cro Cop atropela ídolo local

Na manhã de deste domingo (31), horário de Brasília, na Saitama Super Arena, no Japão, foi realizado o Rizin 9, que definiu três campeões de GPs. No peso-galo, Kyoji Horiguchi mostrou toda a técnica que tem na luta em pé para conquistar o torneio, com vitórias sobre Manel Kape, na semifinal, e Shintaro Ishiwatari, na final, por nocaute.

https://platform.twitter.com/widgets.js

Já no peso-átomo, entre as mulheres, Kanna Asakura foi a campeã ao finalizar Maria Oliveira, na semifinal, assim como Rena Kubota, na decisão do torneio. No peso-mosca, Tenshin Nasukawa foi o vencedor ao brilhar com dois nocautes, através de joelhadas. Primeiro sobre Yuta Hamamoto e, na sequência, diante de Yamato Fujita.

O Rizin ainda teve uma superluta entre a lenda Mirko Cro Cop que atropelou o ídolo japonês, Tsuyoshi Kosaka, no primeiro round, e conquistou a vitória por nocaute técnico, em um encontro válido pela divisão dos pesados.

//platform.instagram.com/en_US/embeds.js
CONFIRA OS RESULTADOS:

Rizin FF 9
Saitama Super Arena, em Saitama (JAP)
Domingo, 31 de dezembro de 2017

Final do GP peso-galo: Kyoji Horiguchi derrotou Shintaro Ishiwatari por nocaute no 2R
Final do GP peso-átomo: Kanna Asakura finalizou Rena Kubota com um estrangulamento no R1
Final do GP peso-mosca:Tenshin Nasukawa derrotou Yamato Fujita por nocaute no 1R
Peso-pesado (até 120kg): Mirko Cro Cop derrotou Tsuyoshi Kosaka por nocaute téncico no 1R
Peso-mosca (até 57kg): Shinju Nozawa-Auclair finalizou Chelsea LaGrasse com uma chave de braço no 1R
Peso-leve (até 70kg): Yusuke Yachi finalizou Takanori Gomi com um triângulo no 1R
Semifinal do GP peso-átomo: Rena Kubota derrotou Irene Cabello por nocaute técnico no 1R
Semifinal do GP peso-átomo: Kanna Asakura finalizou Maria Oliveira com uma chave de braço no 2R
Semifinal do GP peso-mosca: Tenshin Nasukawa derrotou Yuta Hamamoto por nocaute no 3R
Semifinal do GP peso-mosca: Yamato Fujita derrotou Mitsuhisa Sunabe por nocaute no 3R
Semifinal do GP peso-galo: Shintaro Ishiwatari derrotou Takafumi Otsuka por decisão unânime dos jurados
Semifinal do GP peso-galo: Kyoji Horiguchi finalizou Manel Kape com um triângulo de mãos

Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!

Source: Tatame

Cris Cyrborg e Holly Holm recebem o prêmio de ‘Luta da Noite’ do UFC 219

Responsáveis pelo main event do UFC 219, que aconteceu na madrugada deste domingo (31), no horário de Brasília, Cris Cyborg e Holly Holm foram premiadas com o bônus de “Luta da Noite” do último evento da organização em 2017. A brasileira colocou o cinturão em jogo e manteve o título diante da americana, por decisão unânime dos jurados. Ambas levaram para casa US$ 50 mil.

O russo Khabib Nurmagomedov, que derrotou o brasileiro Edson Barboza por decisão dos árbitros no co-main event, e Tim Elliot, que finalizou Mark De La Rosa com um triângulo de mão, foram outros dois lutadores premiados no UFC 219. Cada um também faturou US$ 50 mil, como recompensa pela “Performance da Noite”.

CONFIRA OS RESULTADOS:

UFC 219
T-Mobile Arena, em Las Vegas (EUA)
Sábado, 30 de dezembro de 2017

Card principal
Cris Cyborg derrotou Holly Holm por decisão unânime dos jurados
Khabib Nurmagomedov derrotou Edson Barboza por decisão unânime dos jurados
Dan Hooker finalizou Marc Diakiese com uma guilhotina no 3R
Carla Esparza derrotou Cynthia Calvillo por decisão unânime dos jurados
Neil Magny derrotou Carlos Condit por decisão unânime dos jurados

Card preliminar
Michal Oleksiejczuk derrotou Khalil Rountree por decisão unânime dos jurados
Myles Jury derrotou Rick Glenn por decisão unânime dos jurados
Marvin Vettori e Omari Akhmedov empataram por decisão majoritária
Matheus Nicolau derrotou Louis Smolka por decisão unânime dos jurados
Tim Elliott derrrotou Mark De La Rosa por finalização no 2R

Já conhece o App da TATAME para celular e o nosso shopping virtual? Confira!

Source: Tatame

Vídeo: Veja como Khabib Nurmagomedov atropelou Edson Barboza no UFC 219

Khabib dominou Edson no UFC 219 (Foto: Reprodução Twitter ufcindia)

O russo Khabib Nurmagomedov não pareceu sentir os quase 14 meses fora do octógono e passou por cima de Edson Barboza de forma devastadora na luta co-principal do UFC 219 deste sábado (30). Mostrando que seu jogo de quedas continua em dia, Khabib parece cada vez mais letal com seu ground and pound e só não nocauteou o brasileiro pois Júnior mostrou resistência fora do comum.

Veja Também

Vídeo: Veja como foi a vitória de Cris Cyborg sobre Holly Holm

Khabib domina e Barboza fica no quase de novo no UFC 219

Cyborg tem luta dura, mas bate Holm e defende cinturão no UFC 219

Após os minutos iniciais absorvendo duros golpes de Barboza, o peso leve russo conseguiu encurtar a distância, colou no brasileiro e o colocou para baixo. A partir daí, foi um passeio. Com socos duros na cabeça de Edson, Khabib ficou perto de nocautear seu adversário nos três rounds, mas o lutador de Nova Friburgo resistiu. Após a vitória, Nurmagomedov pediu uma luta pelo cinturão interino de Tony Ferguson.

Mas se você não viu o passeio de Khabib Nurmagomedov sobre Edson Barboza ou quer rever o massacre, clique no player abaixo.

VÍDEO: Khabib Nurmagomedov x Edson Barboza UFC 219

Inscreva-se no canal SUPER LUTAS e receba os vídeos assim que forem publicados 
https://apis.google.com/js/platform.js

Source: Portal da Luta

Vídeo: Veja como foi a vitória de Cris Cyborg sobre Holly Holm

C. Cyborg teve boa atuação contra Holm (dir) (Foto: Reprodução Facebook ufc)

Não foi fácil, mas Cris Cyborg pôde mostrar toda sua qualidade técnica diante de Holly Holm e saiu do octógono do UFC 219 ainda como dona do cinturão peso pena. Indo para a decisão pela primeira vez no Ultimate, a brasileira conquistou mais uma grande vitória em sua ilustre carreira, mas passou por alguns apuros, principalmente no primeiro round.

Veja Também

Cyborg tem luta dura, mas bate Holm e defende cinturão no UFC 219

Khabib domina e Barboza fica no quase de novo no UFC 219

Porém, após o susto inicial, a campeã soube se adaptar e conseguiu confundir a desafiante com a variedade dos seus golpes, além do peso de suas mãos. Usando chutes altos e no corpo de Holly Holm, Cyborg variou com ganchos de direita, neutralizando as principais armas da norte-americana: o chute alto e, principalmente, o direto de esquerda, que atrapalhou a brasileira durante o assalto inicial.

Mas se você não viu a vitória de Cyborg sobre Holm, ou quer rever o duelo, clique no player abaixo.

VÍDEO CRIS CYBORG X HOLLY HOLM UFC 219

Inscreva-se no canal SUPER LUTAS e receba os vídeos assim que forem publicados 
https://apis.google.com/js/platform.js

https://platform.twitter.com/widgets.js

Source: Portal da Luta

Cyborg e Holm ganham bônus de Luta da Noite após UFC 219

C. Cyborg e H. Holm ganharam bônus (Foto: Reprodução Facebook ufc)

A luta principal do UFC 219 vinha sendo comercializada como a maior de todos os tempos do MMA feminino. E Cris Cyborg e Holly Holm não desapontaram. Aliando força, brutalidade e técnica, as duas fizeram cinco rounds de pura emoção e foram recompensadas com o prêmio de Luta da Noite no evento deste sábado (30). Com isso, ambas as atletas recebera um cheque extra de US$ 50 mil por seus esforços.

Veja Também

Khabib domina e Barboza fica no quase de novo no UFC 219

Cyborg tem luta dura, mas bate Holm e defende cinturão no UFC 219

Tradicionalmente, o Ultimate também distribui bônus para dois atletas que dão show individual dentro do evento. E um deles foi o russo Khabib Nurmagomedov. Após quase 14 meses fora do octógono, “Eagle” simplesmente atropelou o brasileiro Edson Barboza, e só não venceu por nocaute porque Júnior mostrou uma resistência fora do comum. Khabib também embolsou US$ 50 mil pelo prêmio de Performance da Noite.

O outro recipiente da honraria foi Tim Elliott. Lutando como peso galo algumas semanas após o suicídio de seu treinador Robert Follis, o norte-americanou o homenagou com uma excelente finalização sobre o estreante Mark De La Rosa. Após um primeiro round de domínio, mas em que quase foi finalizado por alguns momentos, Elliott virou o jogo e encaixou um triângulo de mão que fez De La Rosa bater em desistência. A exemplo de Cyborg, Holm e Nurmagomedov, o norte-americano também recebeu o valor extra de US$ 50 mil.

Source: Portal da Luta

Em luta de paciência, Cris Cyborg supera Holly Holm e mantém cinturão do UFC

Cyborg venceu após cinco rounds – Foto: Getty Images

Não foi uma vitória tranquila como de costume, mas Cris Cyborg defendeu com sucesso o cinturão peso-pena do UFC na luta contra Holly Holm no último sábado em Las Vegas-EUA.

A ex-campeã dos galos surpreendeu nos primeiros rounds e aproveitou um estilo mais cadenciado da brasileira para tentar imprimir seu próprio ritmo.

Embora a norte-americana, aparentemente, apresentasse um volume de golpes ligeiramente maior do que a campeã, esta bloqueava na guarda e contra-atacava com golpes mais contundentes.

Esta foi a tônica da maior parte da luta. Vale ressaltar que os momentos mais duros foram proporcionados por Cyborg, que acertou alguns socos em linha reta em cheio no rosto de Holm, que terminou a luta bastante ferida.

No final, a maior contundência de Cris Cyborg valeu a vitória por decisão unânime, que garantiu não somente o cinturão do UFC, como também uma incrível invencibilidade de 20 lutas.

Nurmagomedov freia Edson Barboza

Com um jogo manjado, porém extremamente eficiente, Khabib Nurmagomedov quebrou a sequência de vitórias de Edson Barboza, que até começou mais contundente, aplicando fortes chutes nas pernas do russo. Mas o combo de quedas mais ground and pound de Nurmagomedov minou o brasileiro ao longo dos três rounds de luta. No fim, vitória russa por decisão unânime.

O monólogo de Matheus Nicolau

Voltando ao octógono após cumprir suspensão por doping, o peso-mosca Matheus Nicolau não deu chances a Louis Smolka. Só no primeiro round foram pelo menos três knockdowns, além de quase definir com um katagatme. Nos rounds seguintes o amplo domínio seguiu, e além do veloz e preciso Boxe, outras tentativas de finalizações quase anteciparam o fim da luta. No fim, vitória por decisão unânime, a terceira em três combates pelo UFC.

UFC 219

Las Vegas-EUA

30 de dezembro de 2017

Cris Cyborg venceu Holly Holm por decisão unânime

Khabib Nurmagomedov venceu Edson Barboza por decisão unânime

Dan Hooker venceu Marc Diakiese por finalização (guilhotina) no R3

Carla Esparza venceu Cynthia Calvillo por decisão unânime

Neil Magny venceu Carlos Condit por decisão unânime

Michal Oleksiejczuk venceu Khalil Rountree por decisão unânime

Myles Jury venceu Rick Glenn por decisão unânime

Marvin Vettori e Omari Akhmedov empataram por decisão majoritária

Matheus Nicolau venceu Louis Smolka por decisão unânime

Tim Elliott venceu Mark De La Rosa por finalização (d’arce choke) no R2

O post Em luta de paciência, Cris Cyborg supera Holly Holm e mantém cinturão do UFC apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.

Source: Portal

Cyborg tem luta dura, mas bate Holm e defende cinturão no UFC 219

C. Cyborg (dir) foi superior a H. Holm (esq) no UFC 219 (Foto: Reprodução Twitte ufc)

O UFC 219 serviu para que a campeã Cris Cyborg respondesse diversas perguntas sobre seu domínio no peso pena. Enfrentando Holly Holm, uma lutadora de nível mundial, a brasileira mostrou sua técnica e o poder de suas mãos para conquistar a vitória por decisão e passar pelo maior desafio de sua carreira.

Veja Também

Vídeo: Veja como foi a vitória de Cris Cyborg sobre Holly Holm

Khabib domina e Barboza fica no quase de novo no UFC 219

Matheus Nicolau volta com grande vitória sobre Smolka no UFC 219

Cyborg e Khabib são os maiores favoritos nas apostas para o UFC 219

Usando seu jogo de pressão, mas com muita paciência para não se submeter aos contra-ataques mortais da norte-americana, Cris mostrou toda sua técnica, variando ataques e brilhando com seu muay thai forjado a ferro e fogo na lendária Chute Boxe. À desafiante restou a honra de chegar na decisão com a mulher mais dominante da história do MMA.

Após a luta, Cyborg pediu para lutar na Austrália e nomeou sua próxima desafiante: Megan Anderson, australiana que a sucedeu como campeã peso pena do Invicta e uma das lutadoras mais fortes em atividade na categoria.

“Eu quero agradecer à Holly Holm por ter vindo lutar comigo, ela mostrou hoje que é uma grande lutadora. Agradeço a Deus, pois Ele está sempre em primeiro lugar. Aos meus fãs, eu pude mostrar um pouco mais da Cyborg, obrigado. E eu quero lutar na Austrália, com uma verdadeira peso pena, e a Megan Anderson é essa pessoa. Mas tudo depende do UFC. Luto contra quem o Dana White quiser”, declarou a brasileira.

A LUTA

O primeiro round começou com uma surpresa para Cyborg: Holm se movimentava muito bem e conectava com diretos de esquerda que incomodavam a campeã. A brasileira teve problemas para lidar com o jogo de pernas da adversária, mas já no fim do round mostrou ter decifrado o jogo de Holly e encontrou o queixo da norte-americana. No segundo assalto, Cris começou a dominar, soltando golpes cada vez mais duros e colocando a ex-campeã dos galos em apuros.

Mas foi no terceiro assalto que o duelo pendeu decisivamente para o lado do Brasil. Cyborg começou a ler bem os chutes que Holm soltava e conseguiu fechar o olho da norte-americana, que começava a ficar vulnerável aos contra-ataques com a mão pesada da campeã. No fim do round, Holly foi salva pelo gongo após sequência brutal de Cris.

O quarto e o quinto rounds foram parecidos. Cyborg pressionava, andava para frente variando seus golpes, entre chutes baixos e altos e ganchos e diretos, enquanto Holm seguia buscando conectar com seu direto de esquerda e o chute alto – àquela altura já decifrados pela campeã. No fim, mais uma pressão de Cris, que não conseguiu finalizar o combate, mas saiu gigante do octógono.

Resultados do UFC 219

Card principal

Peso pena: Cris Cyborg derrotou Holly Holm por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-47)

Peso leve: Khabib Nurmagomedov derrotou Edson Barboza por decisão unânime (30-25, 30-25, 30-24)

Peso leve: Dan Hooker derrotou Marc Diakese por finalização (guilhotina) aos 42s do R3

Peso palha: Carla Esparza derrotou Cynthia Calvillo por decisão unânime (3x 29-28)

Peso meio-médio: Neil Magny derrotou Carlos Condit por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)

Card preliminar

Peso meio-pesado: Michal Oleksiejczuk derrotou Khalil Rountree Jr. por decisão unânime (3x 30-27)

Peso pena: Myles Jury derrotou Rick Glenn por decisão unânime (3x 30-27)

Peso médio: Marvin Vettori e Omari Akhmedov têm empate majoritário (28-28, 29-28 Vettori, 28-28)

Peso mosca: Matheus Nicolau derrotou Louis Smolka por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-25)

Peso galo: Tim Elliott derrotou Mark De La Rosa por finalização (triângulo de mão) a 1m41s do R2

Source: Portal da Luta

Confira os resultados dos bônus do UFC 219

O ano novo de Cris Cyborg será mesmo especial. Além de manter o cinturão peso-pena ao bater Holly Holm na luta principal do UFC 219, realizado neste sábado (30), a lutador faturou o bônus de “Luta da Noite” e levará para casa US# 50 mil, assim como sua rival.Mais UFC 219: Cyborg mantém o cinturão | Nurmagomedov domina Barboza | Matheus Nicolau venceOutros lutadores premiados com US$ 50 mil foram Khabib Nurmagomedov e Tim Elliot, pelo prêmio de “Performance da Noite”. Enquanto o russo dominou Edson Barboza por trê … Read the Full Article Here
Source: UFC