Hall da Fama: Os melhores momentos de Ronda Rousey

No mês que vem, a ex-campeã peso-galo do UFC Ronda Rousey será incluída no Hall da Fama do UFC. Para prepará-los para o grande dia, aqui estão os maiores momentos da carreira da “Rowdy”.
Sarah D’AlelioStrikeforce – 12 de agosto de 2011
Após três vitórias amadoras e duas profissionais, todas terminando em chaves de braço no primeiro round, Ronda Rousey era bem conhecida dos fãs mais assíduos quando foi anunciado que ela havia sido contratada pelo Strikeforce. Os fãs mais casuais estavam … Read the Full Article Here

Rafael dos Anjos agradece apoio dos fãs e avisa: “Não vou desistir”

Rafael dos Anjos não conseguiu conquistar o cinturão interino dos meio-médios no UFC 225, mas isso não significa que a missão de ser campeão de duas divisões acabou para o brasileiro.
Tudo sobre UFC 225: Do Bronx iguala recorde | Fatos para a história | As reações nas redes sociais
Nesta segunda, RDA publicou uma mensagem em suas redes sociais agradecendo o apoio dos fãs e afirmando que continuará na busca pelo título da divisão até 77kg.
“Queria agradecer o apo … Read the Full Article Here

UFC 225: Pontos de discussão

Após o primeiro round de sua revanche contra Yoel Romero no UFC 225, Robert Whittaker voltou para o seu córner com uma lesão grave pela segunda luta consecutiva.Whittaker quebrou a mão direita e ainda tinha 20 minutos de luta contra um dos lutadores mais perigosos do planeta.Fale sobre má sorte.No primeiro confronto, Whittaker sofreu uma lesão no ligamento medial do joelho esquerdo em menos de cinco minutos no UFC 213. Ele venceu, apesar da contusão. E o fez de novo em Chicago. Depois de 50 minutos de luta clássica com Romero, sua estrela … Read the Full Article Here

Robert Whittaker vence Yoel Romero em revanche no UFC 225

O campeão Robert Whittaker permaneceria com o cinturão dos médios mesmo em caso de derrota para Yoel Romero, que não bateu o peso para a luta principal do UFC 225; mas o australiano ratificou seu posto de melhor lutador da divisão ao superar o cubano pela segunda vez em uma das melhores lutas de 2018 até o momento.
Mais UFC 225: Covington conquista título interino | Claudinha e Charles vencem no card preliminar
Ao contrário do primeiro duelo entre os dois, dessa vez foi Whittaker quem começou melhor. Romero teve um in … Read the Full Article Here

Whittaker, Romero, Charles e Blaydes faturam bônus no UFC 225

Não poderia ser diferente. Robert Whittaker e Yoel Romero fizeram uma batalha espetacular no United Center em Chicago, que foi escolhida como Luta da Noite do UFC 225.
Tudo sobre UFC 225: Whittaker vence Romero novamente | Covington conquista título interino | Claudinha e Charles vencem no card preliminar
Como não bateu o peso para o duelo, Romero não estava elegível para receber um bônus; por isso, os 50 mil dólares que seriam destinados ao cubano foram revertidos para o australiano, que embolsou 100 mil dólares como … Read the Full Article Here

Igor Silva encara pedreira russa de olho no cinturão do ACB Jiu-Jitsu

Igor Silva está com o russo na mira- Foto: Flash Sport

Duas lutas, duas finalizações. Esse é o saldo de Igor Silva pelo ACB Jiu-Jitsu em 2018. Sem muito alarde, o faixa-preta vai subindo degrau por degrau em busca de uma chance pelo cinturão da categoria. E o seu objetivo pode ficar ainda mais perto caso vença o seu próximo compromisso, que está marcado para dia 30 de junho contra a pedreira russa Abdurakhman Bilarov no ACBJJ 14, que será realizado em Moscou, na Rússia.

“A expectativa é sempre a mesma, vencer, mas sempre respeitando o adversário. Preciso tomar muito cuidado e redobrar atenção, pois ele é um atleta bem completo. Estou pensando nessa luta primeiro mas, em caso de uma nova vitória, espero ter uma chance de disputar o cinturão. Acho que tenho correspondido bem ao evento até o momento, mas vou dar um passo de cada vez”, disse Igor.

Igor Silva vive um bom momento na carreira. Além das vitórias no ACBJJ, ele também conquistou o título do ranking mundial de melhor faixa-preta da federação de Jiu-Jitsu de Abu Dhabi (UAEJJF). Ele tinha a expectativa de lutar o Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF e conquistar mais um pódio, mas uma série de lesões acabaram o impedindo de disputar o torneio.

“Infelizmente fiquei fora do Mundial da IBJJF por conta de umas lesões, que já estão bem melhores. No próximo ano estarei presente naquela pirâmide. Mas agora estou me sentindo muito bem para a sequência. Claro que essas lesões vieram em um momento ruim por ter acontecido perto do Mundial, mas acabou me deixando em melhores condições para o restante do ano”, encerrou o casca-grossa.

O post Igor Silva encara pedreira russa de olho no cinturão do ACB Jiu-Jitsu apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.


Source: Portal

Treinador de Muay Thai de lendas do MMA brasileiro, Grão-mestre Luiz Alves ganha biografia

Um dos mais importantes treinadores de MMA do mundo e um dos introdutores do Muay Thai no Brasil, o cearense Luiz Alves faleceu precocemente em 19 de março de 2010, vítima de um Acidente Vascular Cerebral. Quase dez anos depois, a jornalista Claudia Reis e José Alberto Rodrigues, também treinador de Muay Thai e irmão de Alves, lançam sua biografia – Diamante: a história de Luiz Alves, lenda do Muay Thai e do MMA (editora Forma & Conteúdo).

Com 304 páginas, o livro narra não apenas as lutas épicas que Luiz Alves protagonizou como coach no córner de seus atletas, mas partes da vida do treinador que poucos conhecem. “Tivemos uma infância muito difícil, mas sempre fomos muito felizes. Nascemos no Diamante, uma área rural que na época pertencia ao município de Nova Russas, no interior do Ceará. Nossos pais tiveram dez filhos e nunca ninguém pensou que algum de nós poderia chegar aonde meu irmão chegou. Ele viajou pelo mundo inteiro e foi reconhecido mundialmente como um dos melhores treinadores de luta de pé para o MMA”, explica José Alberto, acrescentando que o título do livro é uma alusão à localidade de nascimento de Alves e também ao fato dele ter dedicado a vida a lapidar lutadores, “como se fossem verdadeiros diamantes”.

Para apurar e escrever a biografia, a jornalista Claudia Reis entrevistou cerca de 70 pessoas, entre parentes, atletas, treinadores, jornalistas, amigos e adversários. A maior parte das entrevistas foi feita em Nova Russas (CE), onde ele nasceu e foi criado e cidade em que a maior parte da família ainda vive; Rio de Janeiro, onde descobriu seu talento para a luta; e Curitiba, também um dos berços do Muay Thai no Brasil. Além de atletas como Rodrigo Minotauro, Rogério Minotouro, Pedro Rizzo, Artur Mariano, Ebenezer Braga, Johil de Oliveria, Marcelo Aguiar, apenas para citar alguns, há o depoimento de personalidades como Thom Harinck, lendário treinador do K1 e fundador da Chakuriki, centro de lutas na Holanda em que Alves realizou alguns intercâmbios.

“A biografia do nosso mestre não é apenas uma história sobre lutas. É a história de um herói brasileiro, que mesmo vindo de uma condição desfavorável, com pouca oportunidade de estudar, enfrentando como podia grandes adversidades, se tornou um treinador lendário e um educador para seus atletas”, explica a jornalista, que conheceu Luiz Alves no início dos anos 80. “Foi meu mestre de Taekwondo na Academia Naja, junto com Flávio Molina, outra lenda do esporte. Qualquer um que o tenha conhecido sabe que tinha uma personalidade única. Como disse Pedro Rizzo durante o depoimento que me deu, Luiz não foi alguém que apenas passou por essa vida. Ele mudou a vida de muita gente e merecia que alguém contasse sua história”, ela afirma.

O texto resgata não apenas a vida de Alves, cheia de altos e baixos, perdas e vitórias, mas também a história do Muay Thai no Brasil. “Hoje há academias dessa arte marcial tailandesa em cada esquina do país. Mas a maior parte dos atletas não sabe como a luta chegou aqui. Muitas informações estavam perdidas. Para a primeira parte do livro, que vai do nascimento ao fim dos anos 80, tive que contar com recortes de jornal que alguns lutadores guardaram e com a memória dos entrevistados. Mas o resultado é um texto cheio de detalhes, que vai arrancar risadas e lágrimas de muita gente. Não esperem um livro sobre porrada. Esperem um livro sobre uma experiência de vida rica e muito interessante”.

Para assinar o prefácio, Claudia e José Alberto convidaram Artur Mariano, um dos principais lutadores treinados pelo Grão-Mestre e grande parceiro nos últimos dez anos de vida, ajudando Alves a organizar o esporte na Confederação Brasileira de Muay Thai (CBMT). Para o posfácio, contaram com um depoimento de Rudimar Fedrigo, coach em Muay Thai que foi um dos maiores parceiros na introdução do esporte no país e um dos maiores adversários nos ringues do MMA, com atletas como Wanderlei Silva e Anderson Silva. A foto de capa foi cedida pelo jornalista Marcelo Alonso, que não apenas acompanhou profissionalmente Alves, mas de quem se tornou um grande amigo.

O lançamento de Diamante: a história de Luiz Alves, lenda do Muay Thai e do MMA, será realizado no dia 30 de junho, no Rio de Janeiro, em duas sessões: das 11h às 15h, na Arena 3 do Parque Olímpico da Barra; e das 18h30 às 20h30, na academia Upper (Rua Marquês de Abrantes, nº 96, Flamengo), do coach André Pederneiras, o primeiro atleta de Jiu-Jitsu que Luiz Alves concordou em treinar e amigo durante toda a vida. Estão previstos lançamentos em Nova Russas, Curitiba e São Paulo.

O post Treinador de Muay Thai de lendas do MMA brasileiro, Grão-mestre Luiz Alves ganha biografia apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.


Source: Portal

Após Cris Cyborg, Ketlen Vieira também cobra Amanda Nunes por mensagem a Holly Holm

Uma publicação compartilhada por Ketlen “Fenomeno” Vieira – UFC (@ketlenvieiraufc) em //www.instagram.com/embed.jsNo Twitter, Amanda Nunes deu o sinal de positivo para Holly Holm voltar à categoria dos galos para elas disputarem o cinturão. A resposta da brasileira já não havia agradado Cris Cyborg, que espera enfrentá-la em uma superluta. Agora, foi a vez de Ketlen Vieira tirar satisfação com a compatriota campeã dos galos.

“Não estou pedindo nada que eu não mereça, não estou passando por cima de ninguém, então não acho justo que passem por cima de mim. Desde o início da minha carreira no MMA eu nunca escolhi adversária, pelo contrário, eu sempre quis lutar com as melhores. Como o vídeo mostra, a própria campeã da categoria diz e reconhece que eu sou a próxima. O que falta? Estou à sua disposição, espero o tempo que você precisar”, publicou a amazonense em sua conta no Instagram.

Segunda colocada do ranking, Ketlen Vieira está atrás apenas de Holly Holm, mas com um porém: das quatro últimas lutas da americana, três foram pelos penas, e em duas ela saiu derrotada. Já a brasileira jamais perdeu na carreira, tendo vencido as 10 lutas que disputou, as quatro últimas pelo UFC.

O post Após Cris Cyborg, Ketlen Vieira também cobra Amanda Nunes por mensagem a Holly Holm apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.


Source: Portal

Sem preferência por adversário, Marlon Moraes aponta Dillashaw favorito contra Garbrandt: ‘60% a 40%’

Peso-galo brasileiro quer o cinturão – Foto: Divulgação/WSOF

O nocaute devastador sobre Jimmie Rivera em apenas 33 segundos de luta no último dia 1º deixou Marlon Moraes na expectativa de disputar o cinturão peso-galo do UFC já em seu próximo compromisso dentro do octógono. Caso a organização entenda que o brasileiro realmente fez por onde, ele enfrentaria o vencedor da revanche entre T.J. Dillashaw e Cody Garbrandt, marcada para o dia 04 de agosto. Para ele, embora não tem preferência por adversário, o atual campeão entra como favorito.

“Quem vai vencer, quem vai perder, eu não sei, eu só espero que eu seja o próximo a disputar o cinturão”, disse ao PVT. “Acho que o Dillashaw leva de novo. Mas luta é luta, qualquer um pode vencer. O Cody tem a mão pesada e rápida, pode nocautear qualquer um dessa categoria, é realmente uma luta muito difícil de prever o resultado, mas eu vejo 60% a 40% para o Dillashaw. Não tenho torcida, quero que vença o melhor, e espero enfrentar os dois ainda na minha carreira, condições de vencê-los eu sei que tenho”.

Na primeira luta entre eles, Dillashaw venceu por nocaute técnico no segundo round e retomou o cinturão que estava com o rival. Pelo histórico entre os ex-companheiros de equipe, caso Garbrandt vença desta vez e empate o confronto, pode ser que o UFC promova a trilogia, o que adiaria os planos de Marlon Moraes.

“Se não for dessa vez (a chance de disputar o cinturão), eu vou continuar trabalhando, aprendendo e me dedicando. Eu luto contra qualquer lutador, não tenho preferência por adversário e nem rivalidade com ninguém. Independentemente de qualquer coisa, eu quero os tops da categoria, então, uma hora ou outra, eu vou ter que lutar com aqueles que estão ali na frente”.

Mas no que depender do ex-campeão do WSOF, seu próximo passo na categoria é a disputa do título.

“Minha vontade é lutar pelo cinturão. Acho que eu mereço, que chegou a minha hora de ir e pegar meu cinturão. Minha primeira luta no UFC foi muito controversa, na minha opinião eu venci, e vencei as três lutas que tive depois, consegui dois nocautes em sequência contra atletas muito duros, então entendo que mereço lutar pelo cinturão”.

O post Sem preferência por adversário, Marlon Moraes aponta Dillashaw favorito contra Garbrandt: ‘60% a 40%’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.


Source: Portal

Amanda mostra interesse em duelo contra Holm, e Cyborg ironiza: ‘Fico feliz em saber que sua perna está melhor’

https://platform.twitter.com/widgets.js

Após a vitória dominante sobre Megan Anderson no último sábado em Chicago, Holly Holm manifestou dois desejos: fazer uma revanche contra Cris Cyborg, que a derrotou no ano passado; e recuperar o cinturão peso-galo do UFC, perdido em 2016 e que hoje pertence a Amanda Nunes.

Ao saber disso, a campeã peso-galo foi ao Twitter convocar a norte-americana para o duelo:“Vamos fazer isso, Holly Holm”, publicou Amanda Nunes, que depois de sua última luta, em maio, declarou que precisaria de alguns meses de repouso para se recuperar de uma lesão no pé.

Ao ver a publicação da compatriota, Cris Cyborg respondeu de forma irônica: “Fico feliz em saber que sua perna está melhor. Estava me perguntando por que não está lutando”.

Vale lembrar que Nunes desafiou Cyborg no ano passado, mas a campeã peso-pena, de início, não mostrou interesse na superluta. Este ano as coisas mudaram, Cyborg passou a pedir pelo duelo e agora a campeã peso-galo dá a entender que tem outras prioridades.

O post Amanda mostra interesse em duelo contra Holm, e Cyborg ironiza: ‘Fico feliz em saber que sua perna está melhor’ apareceu primeiro em Portal do Vale Tudo.


Source: Portal